CERTO OU ERRADO

Publicado em 3/11/2018 00:11

Branco ou preto. Oito ou oitenta. Feio ou bonito. Quente ou frio. Chuva ou sol. Triste ou alegre. Magro ou gordo.
Nós somos assim, extremistas. Ou tudo ou nada.
Porém, a vida não é bem assim, às vezes aquela situação que estava “preta”, do nada, clareia e se transforma numa excelente oportunidade. A tristeza se transforma em alegria. Ou, o que é feio para você pode ser belíssimo para o outro.
O que quero dizer é que tudo depende da perspectiva.
Você enxerga de uma forma, eu enxergo de outra.
É ótimo que seja assim. Excelente pensarmos e sermos diferentes, e é exatamente isso que move o mundo.
Se todos fossem iguais tudo seria muito chato.
O problema está na intolerância.
Atualmente as pessoas se incomodam com o pensar, ser, agir, escolher diferente.
Quando eu era criança eu gostava de vermelho, meu amigo de azul, a amiga de roxo e o outro de preto. Ninguém brigava com ninguém por isso. Ninguém tentava forçar o outro a entender que a sua cor era melhor. Ninguém julgava a cor de ninguém. Cada um na sua. Todos juntos.
Contudo, hoje é diferente.
Na internet, se você posta que gosta de maçã a pessoa que gosta de pera te crucifica com argumentos de que a outra fruta é muito melhor.
Se você segue tal dieta ou tem qualquer opinião diferente da maioria, você é perseguido, julgado e até agredido emocionalmente porque o que você faz não e o correto.
Correto para quem? Para você? Mas a vida é dele, lembra? Você escolhe como vive a sua e ele como vive a dele.
Porque eu sou nutricionista eu não posso comer lanche, pizza, chocolate. A minha alimentação é perfeita e em casa só tem salada.
Entenderam o problema de hoje? Os significados e julgamentos que fazemos dos outros e não de nós mesmos. E pior, por que você se incomoda com o outro? Com o que ele faz? Cada um escolhe como cuidar da sua vida.
O seu certo pode ser o meu errado e pronto. Só isso, não significa nada além de que pensamos de forma diferente. Eu não preciso te convencer nem você a mim. Porque nós nos respeitamos.
Você não quer fazer dieta? Ok, eu faço e não vou te incomodar por isso. Nem te julgar ou achar que o certo era você fazer porque todo mundo faz. Você é quem sabe o que é bom para você.
Você bebe cerveja todo dia? Ok, eu não, e também nem me incomodo com isso. E você, por favor, também respeite a minha opção.
Falta respeito. Falta amor. Falta tolerância.
Estamos tão frustrados, inseguros, ansiosos e atordoados com o dia a dia que precisamos reforçar o nosso comportamento na outra pessoa para ter a falsa ideia de que estamos certos e fazendo bem.
Se as atitudes de uma pessoa te incomodam, comece a olhar para dentro, o incomodado é você. Se você julga, analisa, critica e quer que o outro mude, quem tem que mudar é você.
Comece a olhar para você e ficar seguro com suas escolhas e atitudes sem precisar da aprovação de ninguém.
Você tem que ser a sua aprovação.
Quem te ama vai te amar por isso. E quem não gosta não vai gostar pelo mesmo motivo.
Uma vida saudável começa pela auto-reflexão!
Consulte sempre sua consciência!

Última Edição