COMA CARBOIDRATO, NÃO COMA CARBOIDRATO!

Publicado em 25/08/2018 00:08

A nutrição virou um campo de batalha.
Às vezes penso até que existem alguns tipos de seitas com seguidores.
O pior? Alguns nutricionistas e profissionais de saúde liderando esses movimentos.
Se você entrar em qualquer rede social verá o profissional que tem certeza que a melhor opção para curar todos os males do universo é ficar sem comer carboidrato.
Já o outro dirá que bacon faz bem.
Também tem aquele que diz que água com limão resolve tudo.
Ou o nutricionista que jura que você será salvo se seguir a dieta mágica base de chás que ele ensina. E, no meio de tudo isso, vem a ciência, os artigos científicos.
Primeiro ponto a esclarecer, os artigos servem para nortear as condutas que devem ser adotadas. São pesquisas e como toda pesquisa necessita de interpretação.
Portanto, muito cuidado ao acreditar em quem interpreta uma pesquisa ou estudo por você.
No recente estudo publicado por uma das revistas de maior impacto na comunidade científica foi constatado que tanto o excesso quanto a falta de carboidratos fazem mais mal a saúde que bem, ou seja, a moderação continua sendo a palavra chave.
Comer comida de verdade, diminuir o consumo de alimentos industrializados, parar de beber refrigerante, ter hábitos mais saudáveis, fazer atividade física, são verdades que nenhum artigo irá contrariar.
Então, voltemos ao bom senso. Voltemos ao paciente, a você.
O que é melhor e mais adequado para você nesse momento de acordo com suas necessidades, objetivos e patologias? Nenhum estudo ou rede social irá dizer. Apenas o médico, nutricionista ou profissional de saúde que você efetivamente visita numa consulta, que te avalia e desvenda seus sinais e sintomas poderão te dizer.
Então, quando tiver qualquer duvida, pare de procurar o caminho mais fácil e mais barato que é a internet. Sua doença tem que ser diagnostica e tratada pelo profissional que estudou para isso, assim como sua alimentação deve ser prescrita por quem conhece suas necessidades.
Só eles poderão dizer com assertividade e eficiência o que você realmente precisa.
Se for para cortar alguma coisa, corte o hábito de se automedicar e tratar.

Uma vida saudável começa pela alimentação!
Consulte sempre o profissional de saúde apropriado!

Última Edição