MAMI

Publicado em 13/05/2017 00:05

Ela gosta de chocolate. Até do 85% cacau.
Quer comer açaí todo dia. Com morango.
Come super bem frutas, verduras e legumes. Gosta, inclusive, de almeirão, cebola, couve e brócolis.
“Mami, dia das mães vou fazer um almoço para você. Com direito a sobremesa: sorvete e chocolate”
Cardápio do almoço: macarrão de arroz, atum e abobrinha para mim, macarrão de arroz com azeite para ela, alface, tomate, cebola e couve para as duas. Ah, e a taça de sorvete para terminar.
Quando pergunto qual é o prato que faço que ela mais gosta, não demora nem um segundo: macarrão.
E hoje pensei nisso.
Alimentação também é aconchego.
Comida de mãe é a melhor do mundo.
Não existe feijão, berinjela, frango assado com pimentão e mandioquinha melhor que o da minha mãe.
E nesse tempo de “fast food”, de cozinha rápida, de pizza, de hambúrguer, talvez seu filho não saiba ou não tenha essa referência de comida.
Talvez a melhor comida dele venha pelo telefone.
E o pior de tudo, ele só conhece dois sabores: doce e salgado. Ou tudo tem muito sal ou muito açúcar.
Está na hora de levarmos as crianças para a cozinha. Elas precisam entender o valor dos alimentos, precisam saber que o tempero especial, o “amor”, não vem do sazon.
Os pequenos precisam conhecer ervas e especiarias.
A prevalência de obesidade e sobrepeso nunca esteve tão alta nos pequenos e crianças com excesso de peso certamente se tornarão adultos com problema de peso.
E sim, a minha pequena que já está enorme apesar de comer bem quer sim porcaria todo dia. Várias vezes escuto : “Mamiii, só hoje. Vamos tomar açaí.” Enquanto faz aquela cara e olhar do gato de botas.
E a nutri mãe o que faz? Docemente responde: “Não filha, hoje também não. Mas, vamos brincar?” Porque o melhor que posso dar a ela é outro tipo de alimento: a minha atenção.
A nossa ausência e excesso de trabalho não podem ser compensados com comida.
Ser mãe não é tarefa fácil, mas pode ser o seu “trabalho” favorito, no qual a realização e recompensa são as melhores.
Parabéns a todas as mamães que são super-mulheres!

Última Edição

primeira

primeira