VOCÊ NÃO ESTÁ GORDO!

Publicado em 21/10/2017 00:10

Não, você não está gordo.
E esta não é uma daquelas piadinhas tipo “sou grande, ou tenho ossos largos”.
A primeira coisa a entender é porque seu corpo está acumulando gordura.
Sim, existem pessoas que são magras e comem de tudo e não engordam.
E, tem você, que só de pensar na coxinha já ganhou 2 quilos.
Por que será que isso acontece?
Ah, Camila, ele tem metabolismo bom. O meu é lento.
Claro, isso pode ser uma explicação.
Então, que tal parar de fazer maluquices e ensinar seu metabolismo a ser como o dessas pessoas?
Antes se pensava apenas no valor calórico: o que eu como e o que eu gasto.
Se como mais, engordo. Se gasto mais, emagreço.
Mas a nutrição não é tão matemática assim e hoje sabemos que o que você come influencia em como o seu corpo vai guardar ou queimar a gordura.
Por exemplo, um bombom. Rico em açúcar e gordura. Assim que você o come, a quantidade grande de açúcar que ele tem rapidamente é liberada para a corrente sanguínea e faz com que o hormônio responsável pelo metabolismo dessa glicose também suba rapidamente. A insulina sobe e estimula anabolismo, ou seja, guardar gordura.
Neste momento você ensina seu corpo a guardar.
Você não precisa fazer isso com o bombom, pode fazer isso o dia todo tomando aquele cafezinho com açúcar para “enganar” a fome. Assim, o dia todo você dá estímulo para seu corpo fazer, guardar e armazenar gordura. Apenas comum simples café com açúcar.
Por outro lado, você pode estimular seu corpo a queimar gordura, a utilizar a gordura que você já tem, que já é seu maior estoque corporal.
Diminuir a quantidade total de carboidratos da dieta, e preste atenção, eu disse diminuir não cortar, consumir gorduras boas e alguns períodos de jejum podem te auxiliar nisso.
A primeira regra é tirar aquilo que te inflama e faz estimulo de insulina: farinha e açúcar.
Incluir azeite, castanhas, abacate também é uma ótima opção.
Sobre o jejum, cuidado, isso é muito individual. Algumas pessoas podem ficar 12 horas sem comer, outras apenas fazer intervalos maiores entre as refeições.
O importante é entender que seu corpo está dando sinais de que algo está errado, e não é só o excesso de calorias, pense também em como os alimentos podem modular seu peso.
Uma vida saudável começa pela alimentação.
Consulte sempre um nutricionista.

Última Edição

primeira

primeira