Aluno de Santa Rita D’Oeste cria sistema para diminuir a propagação da Covid-19

Publicado em 12/09/2020 00:09

Com a pandemia do novo coronavírus, as aulas seguem suspensas até que todos se sintam seguros e tenham as condições ideais para retornar a escola.
Apesar das dificuldades impostas pelo ensino à distância, principalmente aos mais novos, os trabalhos continuam intensificados na Escola Estadual “Professora Maria das Dores Ferreira da Rocha”, em Santa Rita D’Oeste.
Eder Carlos Antoniassi, professor de Robótica, lançou recentemente aos alunos do 7º ano um desafio para a criação de um projeto de ciências naturais ou humanas.
Esta disciplina está cada vez mais introduzida na realidade dos alunos, tendo em vista que, com o avanço tecnológico acelerado, é fundamental que crianças e jovens saibam lidar com a tecnologia desde cedo.
Dentre os projetos, destacou-se a criação do aluno Enso Matheus Papali de Carvalho, de apenas 12 anos. Por conta da pandemia e a necessidade do uso de máscaras, ele criou o projeto “Inteligência Artificial no combate à Covid-19”, um sistema que controla e identifica as pessoas que estão com ou sem o item de proteção individual, e que também faz o controle de lotação em um ambiente coletivo.
O protótipo do projeto conta com um sensor ultrassônico, que identifica as pessoas que estão próximas, com um sistema igual a de um semáforo, para mostrar para a pessoa se ela pode ou não entrar no ambiente, além de um motor que serve como cancela, para impedir ou liberar a passagem dos indivíduos.
Na prática, o sistema identifica as pessoas que chegaram sem máscara, emite uma mensagem pedindo para que coloquem o item e acende a luz vermelha bloqueando a entrada. Para as pessoas que chegam utilizando a proteção, também é emitida uma mensagem agradecendo pela utilização da máscara, acende a luz verde e libera a entrada da pessoa.
Com a realização dos testes, o trabalho concluiu que o sistema inteligente possui uma alta taxa de acerto, chegando a de 97,3% na identificação do uso da máscara facial.
Na contagem do número de pessoas que estão presentes no ambiente, o sistema não apresentou erros e emitiu os alertas e orientações corretas, impedindo que mais pessoas adentrem ao ambiente quando um limite de segurança é atingido.
O professor Eder Carlos demonstra otimismo com o jovem prodígio: “O projeto do Enso possui grande potencial para impactar positivamente tanto a sociedade, quanto a comunidade escolar. Ele é um aluno de robótica e é incrível que com apenas 12 anos de idade conseguiu combinar tão bem diversas tecnologias que até pouco tempo só estavam ao alcance de alunos de graduação e pós-graduação de universidades”, contou.
Ainda segundo as informações do professor, o projeto usa o poderoso recurso da Inteligência Artificial para criar um sistema inteligente que pode diminuir os riscos de contaminação da Covid-19 em ambientes coletivos, usando tecnologia de baixo custo e podendo ser empregado em escolas, hospitais e estabelecimentos comerciais.
“Projetos como os do Enso dão esperança a todos nós, vendo jovens assim sendo protagonistas de seu futuro e criando projetos que tentam resolver problemas sociais, nos reafirma a convicção de que a educação é o caminho para uma sociedade melhor!”, finalizou.
A diretora da escola, Vânia Scapin Stafuzza, que enalteceu a colaboração e a união entre família e escola. “Secretaria da Educação de SP, diretoria, direção, equipe escolar, famílias, parceiros da escola, enfim, todos juntos ajudando o educando para fazer boas escolhas para seu projeto de vida, conscientizando o uso seguro da internet e formação integral de qualidade para termos um país melhor. Temos um incentivador principal deste trabalho. É um ser humano admirável, um parceiro da escola que tem feito a diferença na vida de muitos jovens alunos. Ele sempre tem ido à escola para ajudar a desenvolver a criatividade nos estudantes. Esse ano com a escola participando do programa Ensino Integral, há disciplinas na parte diversificada que vêm complementar a formação integral dos alunos!”, finalizou.
O trabalho também contou com a parceria do professor Tiago, que ministra aula na escola de Tecnologia e faz esse trabalho em parceria com o professor Éder.
Professor Tiago estará junto com Enso apresentando os trabalhos desenvolvidos durante este ano na Feira de Robótica em São Paulo.
Este é mais um belo exemplo da importância do professor e da educação na formação do ser humano. Foconews.

Última Edição