Casas de Apoio de Rio Preto e Barretos passarão por reformas

Publicado em 27/11/2021 00:11

Da Redação

Na última segunda-feira (22), a Prefeitura da Estância Turística de Santa Fé do Sul deu início às reformas das Casas de Apoio de São José do Rio Preto e de Barretos, para oferecer pouso com mais conforto e dignidade àqueles que necessitam se abrigar durantes seus tratamentos médicos.
A Casa de Apoio de Barretos receberá nova pintura, troca de pisos da área, reparos de infiltração, pintura do portão, nova fachada e troca de um tanque. Já a Casa de São José do Rio Preto terá a troca do piso da varanda e da garagem, reparos de infiltração, nova pintura interna e externa da casa, do portão, da fachada e a reforma de quatro banheiros.
A previsão é de que as reformas terminem em meados de dezembro.
A Casa de Apoio de Barretos recebe, em média, 70 pacientes por mês, e a Casa de Apoio de Rio Preto recebe em torno de 150 pacientes, diariamente. Ambas são mantidas pela prefeitura, com o intuito de acolher e amenizar o desgaste de viagens dos pacientes de Santa Fé do Sul que fazem tratamentos médicos naquelas cidades. Lá os pacientes e seus acompanhantes podem dormir, se alimentar e ter um pouco mais de conforto.
Neste ano, o prefeito Evandro Mura, o vice-prefeito Fernando Benitez e as damas Elaine Mura e Fernanda Benitez visitaram a Casa de Apoio de São José do Rio Preto para tomar conhecimento das necessidades dos locais. Elaine e Fernanda também visitaram as duas casas em outra oportunidade para fazer doações de cobertores, máscaras e kits de higiene doados pelo Fundo Social de Solidariedade.
Outro pedido dos pacientes, que foi atendido neste ano, foi a inclusão de leite e achocolatado no cardápio servido nas casas de apoio. Os usuários também têm à disposição café, lanche e refrigerante, e na Casa de Barretos também é servido almoço.
“Temos esse compromisso de cuidar da nossa população, especialmente em situações de vulnerabilidade e as casas de apoio são justamente para trazer esse acolhimento humanizado para que os pacientes tenham um lugar para descansar quando estão passando por algum tratamento médico. A saúde debilitada já deixa o paciente fragilizado, e esse apoio é fundamental. Oferecer esse acolhimento em um local seguro e confortável é mais que necessário”, destacou o prefeito Evandro Mura.

Última Edição