Coordenadora do Procon alerta para os cuidados necessários durante as compras da Black Friday

Publicado em 20/11/2021 00:11

Por Bárbara Scholl

Este mês, muitas pessoas se programam para participar das promoções da Black Friday, que ocorre no final do mês. Com a aproximação dessa liquidação, é importante que as pessoas estejam orientadas para saber se vale a pena mesmo comprar os produtos que estão na promoção.
Infelizmente há muitos consumidores que neste período não vão ao Procon para esclarecer dúvidas sobre compras e as fazem por conta sem consultar informações.
As principais dúvidas dos consumidores quando vão fazer compras de forma presencial ou on-line neste período são o prazo de troca do produto, cancelamento e a garantia.
Em entrevista a O Jornal, a coordenadora do Procon de Santa Fé do Sul, Márcia Sueli Góes de Castro, disse que os cuidados que as pessoas precisam ter para realizar uma compra, tanto pessoalmente quanto on-line neste, momento de Black Friday é se atentar em que qualquer produto nacional ou importado deve apresentar informações corretas, claras e em língua portuguesa sobre suas características, qualidade, preço, garantia, prazo de validade, origem, além dos riscos que possam apresentar a saúde e segurança.
De acordo com ela, para os consumidores que vão fazer compras on-line é importante que eles consultem a lista “evite estes sites” do Procon-SP, no HTTPS// SISTEMAS.PROCON.SP.GOV.BR/EVITESITE/LIST/EVITESITES.PHP.
“Nesse período da Black Friday, os golpes em sites de compras se intensificam e para consultar sobre um produto ou serviço deve-se sempre acessar canais oficiais. Clicar em links de ofertas recebidos por e-mail e redes sociais não é seguro”, alertou a coordenadora.
Márcia alertou ainda que quando uma pessoa for comprar um produto na loja neste período de Black Friday, que ela leia o contrato inteiro antes de assiná-lo. “Os contratos de adesão são os contratos já escritos, preparados e impressos com anterioridade pelo fornecedor, nos quais só resta preencher os espaços referentes à identificação do comprador e do bem ou serviços, objeto do contrato. Portanto, deve existir um ‘dever de transparência’ nas relações de consumo. Assim, o consumidor deve ser informado e ter a oportunidade de tomar conhecimento do conteúdo do contrato. Além disso, o contrato de adesão deverá ser redigido de tal forma a possibilitar a sua compreensão pelo consumidor”.
Para o consumidor que tiver problema com a compra de um produto on-line, ele deve entrar em contato com o fornecedor para relatar o problema, porém tem que se atentar que para compras on-line o prazo para cancelamento é de sete dias a contar o do recebimento do produto.
Já para o consumidor que compra presencialmente, é importante ele testar ou experimentar o produto antes de sair da loja, pois uma vez que não fizer isso, se houver problemas no funcionamento do produto, o mesmo terá que enviar para assistência técnica, que, por sua vez, tem o prazo de até 30 dias para a solução do problema.
A coordenadora orienta que os consumidores verifiquem qual o preço está sendo praticado no mercado nos próximos dias, pesquisem em mais de um estabelecimento, façam prints das telas com os preços oferecidos pelas lojas e usem os aplicativos de preços para ajudarem a avaliar se o valor é de fato promocional.
Ela espera que os consumidores estejam mais atentos para fazerem uma compra neste período de Black Friday, porém há alguns deles que já estão mais atentos às propagandas enganosas e práticas abusivas.
“O Procon orienta os consumidores a aproveitarem a data de forma consciente e responsável”, finalizou Márcia.

Última Edição