Em fevereiro, Arrastão de Combate ao mosquito Aedes aegypti em Santa Fé

Publicado em 12/01/2019 00:01

Da Redação

As ações de prevenção e combate ao mosquito Aedes aegypti são permanentes e tratadas como prioridade pela Administração Municipal, por meio da Secretaria de Saúde da Estância Turística de Santa Fé do Sul, fazendo com que diariamente inúmeros agentes de saúde realizem a vistoria de domicílios na cidade, orientando e eliminando possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti.
No mês de fevereiro será realizado o primeiro Arrastão de Combate ao mosquito Aedes aegypti do ano de 2019. A ação vem na época em que aumenta a incidência da infestação do mosquito, pois a estação tem temperaturas mais propícias ao desenvolvimento do mosquito bem como as chuvas de verão que podem fazer pequenos criadouros nas plantas, vasos entre outros objetos que possam acumular água.
Ainda durante o arrastão, os agentes de saúde realizarão ações de orientações aos munícipes para evitar a proliferação de escorpiões que tendem a aumentar nesse período de intenso calor, bem como haverá uma fiscalização intensa em lotes e domicílios onde se encontre muito lixo, galhos, madeiras e outros tipos de materiais que servem de abrigos para escorpiões.
Durante o arrastão, mais de 60 profissionais vistoriarão diariamente os domicílios, lotes, apartamentos e empresas recolhendo possíveis criadouros do mosquito e orientando os munícipes quanto a cuidados com mosquito e escorpião.
De acordo com a secretária de Saúde Rosana Vassoler, a atenção à saúde não para. “Os agentes realizam serviço contínuo de combate ao mosquito nas vistorias que acontecem diariamente, mas durante o arrastão temos uma intensificação do trabalho, pois conseguimos unir toda a equipe de agentes de saúde para trabalhar especificamente em uma única parte da cidade, assim eliminamos grande parte dos criadouros daquele local, e, por isso, contamos com a colaboração da população, atendendo os agentes e escutando as orientações importantíssimas que são passadas”, disse Rosana.
Ainda durante este arrastão, simultaneamente serão passadas orientações e observando nos domicílios possíveis locais propícios para a presença de escorpiões orientando os munícipes a eliminarem estes matérias e no caso de reincidência a aplicação de multas.
“Temos a certeza que teremos sucesso em mais essa ação contando com a colaboração da população. O combate ao mosquito Aedes aegypti, e agora de outros vetores, como o próprio escorpião, tem atenção em nossa Administração. Esta ação vem sendo desenvolvida todo ano e apresentado sucesso, por isso investimos em novamente realizá-la nesse período diminuindo a incidência de casos, garantindo a promoção da saúde na nossa cidade” conclui o prefeito Ademir Machio.
O arrastão se inicia no dia 4 de fevereiro e com previsão de término no dia 28 de fevereiro.
No dia 4 de fevereiro, a equipe passará pelo Residencial Brasília, Vila Mariana, Jardim Eldorado, Conjunto Cecap, Centro Sul, Vila Lobos e Vila Inês; no dia 5, no Loteamento Green Park; Vila Guilherme; Jardim Alvorada; Vila Santa Cruz, área central, entre a Rua Perimetral Leste até a Perimetral Oeste e da Avenida Conselheiro Antônio Prado até a Rua João Batista Guimarães. Já no dia 6, a equipe visitará a Vila Maria; São Francisco; Vila Moreira; a Cohab 13 de Maio; Vila Doralice; Jardim Ana Rosa; Vila Serraria; área central, entre a Rua Perimetral Oeste e a Rua 24 e da Rua 17 até a Avenida Conselheiro Antônio Prado.
Dando continuidade, no dia 7 será a vez da área central, entre a rua 24 até a Rua Perimetral Leste, e da rua 17 até a Avenida Conselheiro Antônio Prado. No dia 8 os locais abrangidos serão a Vila São José, Loteamento Aramaça, Parque Nova Era, Terras Altas do Sol, Jardim Itália, Alto da Bela Vista, Jardim Morumbi e Cohab Coronel Araújo, no dia 11, Residencial Monte Carlos; área central, entre a Rua Perimetral Leste e rua 16 e da rua 17 até a rua 29; no dia 12, Cohab Orestes Borges; Cohab Beira Rio; e área central, entre a rua 16 até a Rua Perimetral Oeste e da rua 17 até a 29.
Já no dia 13 os bairros contemplados serão a Cohab Emídio Araújo, Residencial Edno Elpídio Neves, Jardim Botânico, Residencial Villlage Santa Fé, Jardim Universitário (até a Rua das Margaridas), Jardim Universitário III (até a Rua das Margaridas), Jardim Universitário II e Jardim Guanabara (até Avenida Idalino Longhi).
No dia 14, Jardim Guanabara, da Avenida Idalino Longhi até a Rua Gustavo Alves Fernandes; Cohab Flora Araújo; Jardim Universitário IV, entre a Rua das Margaridas e a Rua dos Cravos; Jardim Universitário III, entre as Rua das Margaridas e a Rua dos Cravos; Jardim Universitário I e a Cohab Bartolo Rossafa; no dia 15, Jardim Paulista, Parque Clóvis Oger (Itamaraty), Vila Pacheco, Vila Alto Alegre, Jardim Ana Lúcia, Jardim Primavera, Jardim Europa I e Jardim Europa II.
No dia 18, os gentes passarão pelo Jardim Europa III; no dia 19, pelo Distrito Industrial I, Distrito Industrial II e Distrito Industrial III; no dia 20, nos ranchos da Estiva e no Vale do Sol, dia 21, nos ranchos das Águas Claras e no dia 22, no Corredor Almeida Prado.
Após esse período os agentes realizarão as pendências (domicílios que ficaram fechados) para conseguir abrir o maior número de casas.

Última Edição