Escola Estadual de Santa Fé terá aulas em período integral em 2022

Publicado em 18/12/2021 00:12

Por Bárbara Scholl

A partir do ano que vem as aulas da Escola Estadual “Professor Itael de Mattos”, da Estância Turística de Santa Fé do Sul, será em período integral.
Segundo o processo de adesão de 2021, conduzido pela Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (Seduc-SP), validou 171 escolas que estão em 103 municípios, dos quais 31 vão ter o primeiro Programa Ensino Integral (PEI). Este grupo de 171 escolas se soma as 781 unidades anunciadas no último mês de julho. Atualmente, são 448 mil estudantes atendidos em 1.077 escolas, de 308 cidades, de todas as 91 Diretorias de Ensino. A escola estadual de Santa Fé é uma delas que terá esse programa.
De acordo com o diretor de Escola Estadual “Professor Itael de Mattos”, Francisco Penha Delsim, por ser a escola apenas de ensino médio e com as mudanças que ocorrerão a partir do ano de 2022 com o Novo Ensino Médio, os alunos da 2ª Séria já passariam a ter mais aulas e estas seriam de forma remota, no contra turno do aluno.
“Como acreditamos que com as aulas presenciais se fazem um aprendizado melhor, analisando todos os fatos, aderimos ao Programa de Ensino Integral de dois turnos de 7 horas, beneficiando toda a população escolar, pois não apenas os alunos passam mais tempo na escola, mas os professores ficarão 40 horas semanais, e, dessa forma, aumentando o vínculo com o aluno e fortalecendo ainda mais a aprendizagem”, explicou ele.
O período integral será apenas para os alunos que estudam durante o dia, sendo um turno de manhã e outro à tarde. Os dois turnos serão de 7 horas para os alunos. O primeiro turno entrará às 7h e vai até às 14h e outro irá das 14h15 horas até as 21h15.
Os alunos com atestado e que comprovem que são trabalhadores terão o período noturno para estudarem.
Questionado se a escola está preparada para receber os alunos em período integral, o diretor disse que sim, pois ela tem toda uma infraestrutura física pronta para atender adequadamente os alunos, com salas de aula, laboratórios, sala de leitura, sala de informática, além do pátio e as quadras da escola. Na parte de recursos humanos, com a PEI os professores passarão 40 horas dentro da escola, e, dessa forma, a escola terá alguns problemas com o número de funcionários, porém com as adequações nos horários serão feitas.
Segundo Francisco, a maior importância do período integral é que o aluno ficará mais tempo na escola e, com isso, ele terá uma melhor aprendizagem, fortalecendo o vínculo com a escola, pois é melhor um adolescente na escola do que na rua.
“Os professores ficarão oito horas diárias na escola, além de que os alunos terão dois intervalos com duas merendas: de manhã, um lanche e por volta do meio-dia, uma refeição completa. No período da tarde, um lanche e por volta das 18h, uma refeição completa. Outra vantagem é que o grupo de professores fará tutoria aos alunos orientando-os para formarem um projeto de vida e orientar para o mercado de trabalho ou para dar prosseguimento aos estudos, além da PEI estimular o protagonismo juvenil, transformando o aluno como coautor da sua aprendizagem”, explicou ele.
Já os alunos que pretendem fazer o CRA deverão estudar no segundo período, que entra as 14h15 horas e poderá fazer o curso do CRA no período da manhã, que tem duração de três horas por dia e, portanto, depois que sair do CRA tem tempo para ir para casa e voltar para a escola ou conseguir algum trabalho de meio período.
As turmas do período noturno seguirão com as aulas normalmente, das 19h às 23h, porém o período noturno é para alunos trabalhadores e, portanto, precisam apresentar o atestado de trabalho.
O diretor espera que não somente os alunos, mas também os responsáveis compreendam o período integral. “Nós pensamos em todos os detalhes e acreditamos estar fazendo o melhor para a Educação, porque, como já falamos, tem muitas vantagens e os alunos trabalhadores não serão prejudicados em hipótese alguma”.
“Deixamos aberto a sala da Equipe de Gestão para qualquer pessoa que queira algum esclarecimento, que procure a escola que teremos enorme prazer em atendê-lo”, finalizou Francisco.

Última Edição