Governo Municipal entregará a gestão da Santa Casa de Santa Fé para o Estado

Publicado em 2/11/2019 00:11

Por Lelo Sampaio e Silva

Dezessete médicos que atendem na Santa Casa de Misericórdia de Santa Fé do Sul notificaram na manhã de anteontem (31) à administração da irmandade que entrariam em greve a partir de ontem (1º). A justificativa seria a quebra contratual pelo não pagamento dos plantões.
Os médicos também alegam que o referido repasse é fruto de um acordo entre o prefeito Ademir Maschio e a Santa Casa que não está sendo cumprido, o que deixa os médicos do regime de plantão local e à distância sem receber.
Ainda segundo a nota, os médicos plantonistas decidiram então por paralisar os atendimentos aos pacientes do SUS e de convênios médicos até a regularização destes pagamentos acordados em contrato com a Santa Casa.
Diante da notícia, em uma coletiva de imprensa realizada na manhã de ontem (1º), o prefeito Ademir Maschio pediu para que os médicos dessem um voto de confiança e voltassem ao serviço, até porque somente o pagamento de outubro está atrasado.
Disse que iria ontem para São José do Rio Preto para protocolar toda a documentação para devolver a gestão da Santa Casa para o Estado e o Hospital de Base poderá assumir a gestão da entidade nos próximos meses. Desta feita, não haverá mais a necessidade do provedor no hospital.
Ele esclareceu ainda que continuará repassando mensalmente a verba para a entidade, porém um valor menor. Entretanto, não deu certeza se esse repasse virá ainda neste ano.

Última Edição