Grande parte dos eleitores de Santa Fé já decidiu seus candidatos à presidência do Brasil

Publicado em 29/09/2018 00:09

Por Bárbara Scholl

Na última quarta-feira, dia 26, foi divulgado pelo Ibope os resultados de intensão de voto da população para a presidência do Brasil, e os candidatos que estão nas três primeiras posições são Jair Bolsonaro (PSL) com 27%, seguido de Fernando Haddad (PT) com 21% e em terceiro Ciro Gomes (PDT) 12%. Sendo assim, alguns moradores da Estância Turística de Santa Fé do Sul já decidiram com precisão os seus candidatos à presidência.
Em entrevista, a O Jornal, a esteticista, Eliane Cristina Ferrucio, relatou que é a segunda vez que votará para presidência e que já escolheu o seu candidato. “Eu irei votar no candidato Jair Bolsonaro do (PSL), e eu decidi votar nele porque estou cansada de tudo virar polêmica, de tanto dedo na cara, e também de tanto ‘mimimi’, e as coisas só pioraram e nada melhorou“, enfatizou.
De acordo com ela, a situação do Brasil chegou ao seu limite, com isso, não há regras e nem mais respeito das pessoas com o próximo. “No Brasil, atualmente, só está havendo corrupção, pessoas passando fome e não há emprego para a população. Penso que o Brasil esteja precisando de alguém para a presidência que tenha coragem e que dê a cara a tapa para bater, e para mim o candidato certo para tentar melhorar um pouco essa situação é o Bolsonaro”, explicou.
A esteticista relatou ainda que sabe que o candidato Bolsonaro não irá conseguir mudar toda a situação que o Brasil está passando, pois a grande parte do “lixo” está no Congresso, e irá permanecer, mas que a mudança precisa começar imediatamente.
Eliane, ao ser questionada o porquê não votaria no candidato à presidência Ciro Gomes, comentou que as suas propostas de governo não lhe trazem confiança. Já o porquê ela não votaria no candidato Fernando Haddad, enfatizou que ele faz parte do “bando de corruptos” que fez o Brasil afundar na lama e jamais irei votar nele, até porque é justamente o partido do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva.
Ela explicou que se por acaso o seu candidato Bolsonaro não for para o segundo turno, não irá votar em ninguém. “Simplesmente eu iria anular, pois não faço questão dos outros candidatos ganharem, porque não me passam confiança”, destacou.
Já o comerciante José Gonçalves Preto de 64 anos, comentou que irá votar no candidato Fernando Haddad (PT). “Eu vou votar no Fernando Haddad porque sinto que ele está mais preparado para ser presidente e pode comandar o Brasil como ele tem que ser comandado”, explicou.
O comerciante argumentou que não votaria no candidato Ciro Gomes, pois as suas propostas não lhe agradam muito. “Não tenho nada contra o Ciro Gomes, mas ele não faz o meu tipo”. Agora o porquê não votaria no Bolsonaro, ele enfatizou que este candidato lhe transmite ódio. “Para mim o Bolsonaro não está preparado para assumir a presidência do nosso Brasil”, comentou.
Ele destacou que já para o segundo turno irá confirmar o seu voto no Fernando Haddad. “Eu tenho certeza que ele irá para o segundo turno e com isso, não tem o porquê eu votar em outro candidato”, salientou.
José Gonçalves Preto ressaltou que é importante que todos exerçam a sua democracia, pois é função da população escolher um candidato para governar o Brasil.
Em contrapartida a auxiliar de escritório Simone Martins relatou que não é a primeira vez que irá voltar na eleição para presidente, e que já se antecipou e decidiu em votar no candidato Ciro Gomes (PDT). “Meu candidato à presidência neste ano será o Ciro Gomes. Decidi votar nele porque acredito que, entre as alternativas que temos, ele é o mais preparado, além de não ter posições extremistas, o que considero perigoso para a democracia”, destacou.
Agora o porquê a auxiliar de escritório não votaria no Fernando Haddad, ela afirmou que embora considere ele um candidato com um bom plano de governo e boas propostas, é a favor da alternância do poder. “O partido do PT já está no comando do país há anos, e ter uma troca de partido será sem dúvida algo positivo para o Brasil”. Já o porquê não votaria no candidato Jair Bolsonaro, ela enfatizou que jamais votaria neste candidato. “Ele vive da política há anos e nunca, de fato, fez nada para a população. Ele não tem ideias, não apresenta propostas, se limita a dizer palavras de efeito, se aproveita de forma desonesta do atual cenário de instabilidade política e econômica pelo qual estamos passando e apresenta soluções simples para problemas complexos. Resumindo, não concordo com sua ideologia, não o considero preparado e seu passado diz muito sobre quem ele é”, ressaltou.
Segundo ela, se o seu candidato Ciro Gomes não for disputar o segundo turno das eleições, ela já decidiu em quem irá votar. “Em um segundo turno, entre Haddad e Bolsonaro, voto no petista, pois qualquer candidato que for para o segundo contra o Bolsonaro terá o meu voto”, explicou.
Simone Martins destacou que é importante todos os cidadãos escolherem os seus candidatos, sejam para a presidência e para os outros cargos. “Sem dúvidas democracia é isso. Cada um tem o direito de ter suas próprias convicções. E viva a democracia sempre”, finalizou.

Última Edição