Horta caseira se torna cada vez mais comum na região

Publicado em 10/08/2019 00:08

Por Bárbara Scholl

Economia, sustentabilidade ou até mesmo preocupação com a saúde são os principais motivos que levam as pessoas a terem hortas para consumo próprio.
De acordo com uma pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2018, no Brasil, 13 milhões de pessoas, com idade a partir de 14 anos, se dedicaram à produção para consumo próprio.
A reportagem de O Jornal entrevistou o morador de Três Fronteiras, João Luís dos Santos, de 65 anos, que tem uma horta em sua casa e que falou sobre os benefícios dos alimentos plantados em sua horta.
Seo João relatou que há 30 anos ele tem em sua casa a sua própria horta. “Na minha horta tem salsinha, cebolinha, couve, almeirão, pimenta, alface, hortelã, mandioca, jurubeba e outros”, explicou.
Ele contou que por ter uma grande variedade de legumes e verduras em sua horta, as pessoas sempre vão a sua casa para pegar. “As pessoas sempre passam aqui em casa para pegar os legumes e verduras, eu não cobro por eles, deixo a critério das pessoas. Não me importo se elas querem pagar ou não, pois não faço questão da doação porque tenho bastante”, salientou. De acordo com seo João, sua horta é bem procurada pelas pessoas.
Ao ser questionado o porquê decidiu ter a sua própria horta, seo João afirmou que sempre trabalhou com horta na Prefeitura, e, por isso, se acostumou e preferiu ter uma em sua casa.
“Cuidar da minha horta é muito bom, me faz bem e faz com que esqueça dos problemas do dia a dia. Eu tenho 65 anos e me sinto uma pessoa com 40” explicou.
Segundo ele, ter uma horta em casa dá trabalho e ela precisa de cuidados redobrados.
Seo João salientou que os benefícios de plantar os seus próprios legumes e verduras são de poder comê-los sem agrotóxico e também usar alguns para fazer remédios naturais.
“Eu gosto de cuidar todos os dias da minha horta, é uma terapia para mim”, enfatizou ele.
Ele incentiva que mais pessoas que têm espaço em casa, que tenham sua própria horta. “Se as pessoas pensassem bem sobre os benefícios que uma horta em casa traz, tenho certeza que o porcentual do IBGE iria aumentar. Ter uma horta em casa dá gasto sim, mas compensa muito”, finalizou.

Última Edição