Milaine Calazans e Pastora Marilza são candidatas à prefeita e vice de Santa Fé do Sul

Publicado em 17/10/2020 00:10

Por Lelo Sampaio e Silva

Dando sequência à série de reportagens com os candidatos a prefeito e vice- prefeito de Santa Fé do Sul, as entrevistadas de hoje são Milaine Calazans, candidata à prefeita, e Pastora Marilza, candidata à vice-prefeita.
Em entrevista a O Jornal, Milaine Calazans e Pastora Marilza destacaram que o plano de governo está dividido em dez eixos, sendo eles Cidade Inteligente; Educação; Saúde; Cuidando dos Animais; Assistência Social (trabalho, emprego e renda); Agricultura; Turismo e Cultura; Esporte e Lazer; Saae Ambiental e Unifunec.
Milaine afirma que, se eleita, seu governo será participativo. “Implantaremos o Gabinete Itinerante da Prefeita nos bairros para ouvir a população e solucionar os problemas com mais eficácia”, disse ela.
No eixo Cidade Inteligente, Milaine explicou que pretende transformar Santa Fé do Sul em uma “Cidade Inteligente”, ou seja, em uma cidade conectada, online, 24 horas, oferecendo interação e informação através do aplicativo de acesso e agendamentos do serviço público. “Faremos ainda a gestão de frota, agendamento de serviços, maquinários e pagamentos por aplicativo, agendamento de médicos e transporte, cadastro eficiente e interativo dos munícipes na saúde, educação e social”, explicou a candidata à prefeita.
Segundo ela, com o celular, o morador terá acesso a todos os serviços e informações da cidade. “Nossas praças serão digitais com Wi-fi gratuito e atualizaremos o Plano Diretor, que é uma importante ferramenta para o crescimento de nosso município, garantindo o desenvolvimento urbano, recursos para o município e qualidade de vida”, informou.
No eixo educação, o objetivo será garantir um ambiente favorável, com clima acolhedor e prazeroso; merenda para alunos e funcionários; além de equipe de ensino capacitada para uma educação integral, com fornecimento de material escolar e uniforme completo, de boa qualidade, sem atraso na entrega, para alunos, professores e profissionais da educação. “Vamos propiciar melhorias em prédios públicos, integração família, escola e saúde – valorização da família, 100% de vagas nas creches e creche noturna; equipe multidisciplinar de saúde em todas as creches e escolas e fortalecimento da segurança dos alunos na entrada e saída das escolas”, disse a Pastora Marilza.
“Implantaremos, com eficácia, o Centro de Controle Operacional, em funcionamento 24 horas, visando a segurança de toda a cidade e patrimônio público, através de câmeras de segurança e Guarda Municipal. Vamos expandir o EJA para outras escolas municipais de Santa Fé”, pontuou Milaine Calazan.
Ao ser questionada sobre o eixo Saúde, ela explicou que pretende dar um upgrade na Saúde do município. “Vamos atuar para acabar com as filas para consultas e exames; reduzir as viagens para atendimento especializados e oferecer um atendimento diferenciado nas ESFs, das 17:00 às 22:00 horas. Criaremos um departamento jurídico para orientação e solicitação de medicamentos, exames de alto custo e atendimentos especiais. Aperfeiçoaremos os programas existentes, inclusive da Saúde na zona rural, com a melhora da nossa frota e ampliaremos a UTI e implantaremos a UTI Neonatal”, disse ela.
Milaine explicou que pretende criar o Centro de Referência Médica, entre Santa Casa e Unifunec, através do curso de Medicina. “Nossa saúde será integrada, através do aplicativo Cidades Inteligentes, e valorizaremos todos os profissionais de saúde.
No eixo Cuidando dos Animais, segundo a Pastora Marilza, “os animais não serão esquecidos e temos um plano completo para eles, que vai desde o Hospital Veterinário Público, o Centro de Acolhimento ao Animal Abandonado, feiras de adoção e eventos pets, além de estabelecermos parcerias para a realização de mutirões de castração. Implantaremos a Lei de Guarda Responsável dos Animais, trabalharemos firme no combate aos maus tratos e na identificação e controle de animais através da implantação de um chip”.
Milaine Calazans explicou que no eixo Assistência Social – trabalho, emprego e renda, o objetivo será oferecer oportunidades para que cidadãos de todas as idades sejam capacitados e tenham emprego, moradia, renda e vivam com dignidade através da criação do Conselho Municipal de Trabalho, Emprego e Renda, através do qual a cidade será contemplada para receber recursos do Governo Federal.
“Atualizaremos todos os cadastros do CadÚnico para que as famílias vulneráveis sejam realmente assistidas e implantaremos a Assessoria Jurídica para auxiliar essas famílias. Fortaleceremos os conselhos municipais com a participação dos moradores de cada bairro. Incentivaremos e fortaleceremos as políticas públicas para as mulheres no que tange a proteção contra a violência, bem como criaremos a Procuradoria da Mulher. As Casas de Apoio de Rio Preto e Barretos oferecerão alimentação completa para os pacientes, não apenas lanches. Ofereceremos, café da manhã almoço e jantar”, destacou Milaine.
Sobre o eixo Agricultura, ela explicou que “a força matriz do município é a agricultura, a pecuária e o agronegócio, pois são a base do desenvolvimento econômico.
Desta feita, implantaremos programas de incentivo à agricultura, à pecuária e piscicultura, oferecendo capacitação profissional e recursos para que os pequenos e médios produtores possam desenvolver suas atividades com segurança e rentabilidade. Ofereceremos ainda apoio na industrialização dos produtos com o objetivo de aumentar a renda dos produtores”.
Já a Pastora Marilza, sobre o eixo Turismo e Cultura, destacou que a ideia é criar um polo turístico no Parque Ecoturístico das Águas Claras e implantar um resort através de parceria público/privada, na área adquirida pela prefeitura.
A Ficcap, ainda segundo a Pastora Marilza, será a maior exposição Agropecuária de portões abertos; o Sonho de Natal será revitalizado, assim como o Carnaval.
“Incentivaremos e daremos apoio para os retiros espirituais – no feriado de Carnaval e outros. Vamos organizar, fortalecer e divulgar a agência de turismo receptivo para atrair visitantes; fortalecer e ampliar nossa infraestrutura turística, inclusive o turismo rural, em benefícios de toda a cidade, população, artesãos, turistas e economia”, explicou a Pastora Marilza.
No eixo Esporte e Lazer, o objetivo será retomar atividades para resgatar a participação da população em todas as faixas etárias, desde a infância até a melhor idade, em todo o município, desde a região central até os bairros e centros comunitários; e incentivar a prática esportiva através das escolinhas de futebol (inclusive nas férias), do esporte amador, competições, reformas e acesso das quadras e campinhos dos bairros para o uso da população todos os dias, inclusive à noite e finais de semana.
Já sobre o eixo Saae Ambiental, Milaine Calazans explicou que a autarquia se responsabilizará pelo desenvolvimento ambiental, fazendo de Santa Fé uma cidade sustentável. “Para isso, vamos aproveitar e produzir energias renováveis”, disse ela.
Segundo Milaine, se eleita, promoverá a redução de tarifa de água e esgoto, garantindo a qualidade do serviço, com água, esgoto e meio ambiente bem cuidados. Seu governo também irá modernizar, trocar e fazer a manutenção das redes de esgoto e de água, com qualidade e quantidade nos bairros, assim como a limpeza de fossas nos ranchos e instalar fossas sépticas nos ranchos e chácaras, onde não chega a rede de esgoto.
Questionada sobre o eixo Unifunec – Centro Universitário –, ela explicou que seu plano de governo consiste na abertura de novos cursos, como o de Medicina Veterinária, com a criação de um hospital público veterinário. “Traremos o Colégio Agrícola, em parceria com a Faculdade de Agronomia e Veterinária (Ciências Agrárias); o curso técnico em Radiologia e a volta dos cursos de Serviço Social, Turismo, Letras e outras licenciaturas. Sem dúvida alguma, iremos valorizar os professores e funcionários com um plano de carreira; implantaremos o Hospital Universitário – Centro de Referência Médica Hospitalar (Unifunec – curso de Medicina, em parceria com a Santa Casa); e um Centro Regional de Fisioterapia, com confecção de próteses e órteses de baixo custo; além da integração de todos os cursos da área da Saúde”, finalizou a candidata à prefeita de Santa Fé do Sul, Milaine Calazans.

Última Edição