Pré-candidatos Ademir Maschio e Alcir Zaina: os entrevistados da semana

Publicado em 12/09/2020 00:09

Por Lelo Sampaio e Silva

Na última edição, O Jornal deu início à série de reportagens com os pré-candidatos a prefeito e vice de Santa Fé do Sul, ressaltando que o critério de escolha para as entrevistas está sendo de forma cronológica, ou seja, de acordo com a data que as pré-candidaturas foram lançadas.
Em entrevista à reportagem, o pré-candidato a prefeito de Santa Fé do Sul, Ademir Maschio, ao ser questionado sobre o motivo pelo qual se lançou pré-candidato a prefeito de Santa Fé do Sul, ele explicou que, em primeiro lugar, nutre um profundo amor por esta cidade e se sente credenciado a dar continuidade ao trabalho já iniciado. “Nossa administração foi pautada pela transparência, pelo trabalho forte e pela incansável busca pelo desenvolvimento. Ao lado do Alcir, trabalhamos nestes quatro anos com muita vontade e com o coração cheio de emoção e satisfação a cada conquista em prol da população da nossa querida cidade. Nosso objetivo é continuar nessa luta sempre em busca da melhoria da qualidade de vida dos santafessulenses”, disse Ademir Maschio.
Sobre o motivo que o levou a escolher Alcir Zaina para pré-candidato a vice, ele ressaltou que o vice-prefeito teve um papel fundamental na administração todos esses anos.
Ainda segundo Ademir Maschio, Alcir Zaina já tinha realizado um excelente trabalho como vereador e agora, como vice-prefeito, sempre esteve ao seu lado nas melhores e difíceis decisões. “Nunca tive dúvida. Ele é uma pessoa muito especial e agradeço a Deus por isso. Ter o Alcir ao meu lado é uma honra, pois é uma pessoa que tem uma sensibilidade única. Além de ser um exemplo como pai, marido e avô, Alcir é um grande amigo e um profissional exemplar. Com certeza ele vem novamente para somar e nos ajudar a administrar com serenidade e com os pés no chão. Não me via como pré-candidato sem ter ao meu lado este vice forte que sempre foi muito atuante”, enfatizou Ademir Maschio.
O ano de 2020 foi, evidentemente, atípico, pois nunca imaginava-se que o mundo fosse viver uma pandemia que modificou a vida de todas as pessoas. E para os governantes de todas as esferas, sabe-se que a tarefa não está sendo fácil, seja na tomada de decisões, no controle dos gastos, dentre tantas questões.
Sendo assim, O Jornal o questionou como ele imagina que será o trabalho do próximo prefeito.
Para ele, a pandemia provocada pelo novo coronavírus trouxe um grande período de incertezas para todo o mundo. Em Santa Fé do Sul a realidade foi muito difícil para todos. A cidade é uma Estancia Turística e a pandemia trouxe dificuldades para todas as famílias e ao turismo.
“Com todas as mudanças, neste novo momento vai ser preciso pulso firme para administrar, até porque as pessoas permaneceram muito tempo isoladas. Eu acredito que após este período, a retomada será muito propícia para a fomentação do turismo em nossa região. A nova tendência das pessoas será investir em viagens menos longas, o que valorizará o turismo rural, náutico e todos os setores de nossa cidade. Como pré-candidatos, nos sentimos, após esta experiência administrativa de três anos a frente da gestão municipal, credenciados a trazer ainda mais inovação nesta área”, pontuou o pré-candidato a prefeito.
A reportagem também o questionou que apesar de ser ainda pré-candidato, quais os setores que ele tem mais planos para trabalhar.
Primeiramente ele ressaltou que “foram quatro anos de muitas conquistas, como o curso de Medicina para o Unifunec; conseguimos entregar as 200 casas da CDHU; mesmo diante da pandemia, nossa Santa Casa está equipada e equilibrada; zeramos a fila de espera de creches com a inauguração de novas unidades; recapeamos muitas ruas; revitalizamos muitas praças, entre outros projetos concluídos. Setores como a educação, saúde, geração de emprego, segurança pública, turismo, cultura, limpeza e desenvolvimento dos bairros estão em nosso plano de governo”.
“Como salientei, o novo normal trará dificuldades para todos, e administrar exige muita responsabilidade, não é fácil, e após este período será diferente. Entretanto, como pré-candidatos nos sentimos prontos e com muita vontade de continuar o trabalho em prol do desenvolvimento de Santa Fé do Sul”, destacou Ademir Maschio.
O Jornal o questionou que para se consolidar como candidato é preciso ter uma base forte e Ademir Maschio destacou que “o trabalho desenvolvido pela nossa base sempre foi muito forte, um grupo que sempre se uniu por amor e em prol do desenvolvimento de nossa querida Santa Fé do Sul. Nossa base continua forte. Temos todo o apoio do grupo, como dos ex-prefeitos Toninho Favaleça e Armando Rossafa, bem como de parceiros, amigos e que sempre desenvolveram um trabalho forte permeado de realizações por Santa Fé do Sul”, disse.
A reportagem entrevistou também o pré-candidato a vice-prefeito de Santa Fé do Sul, Alcir Zaina e a ele foi perguntado sobre o fato de ter aceitado o convite para ser pré-candidato novamente a vice e, caso eleito, como pretende trabalhar.
Alcir enfatizou que ele e sua esposa passaram por momentos difíceis de saúde. “Fiz duas cirurgias, mas graças a Deus nos recuperamos e estamos bem. São momentos como esses que pensamos em desistir, mas tive muito apoio de amigos e do nosso grupo que fizeram questão que eu fosse pré-candidato novamente. Deixo um agradecimento especial por acreditarem e confiarem no meu trabalho”, destacou Alcir Zaina.
Ambos fizeram questão de deixar um recado para a população santafessulense: “Nós queremos agradecer a população de Santa Fé do Sul pela confiança nestes quatro anos de trabalho e dizer que esta crise vai passar, pois nós acreditamos e trabalhamos para que isso de fato aconteça”.

Última Edição