Réveillon do Bacana poderá acontecer este ano em Santa Fé do Sul

Publicado em 17/10/2020 00:10

Por Bárbara Scholl

O Réveillon do Bacana, um dos principais eventos no final do ano na Estância Turística de Santa Fé do Sul, terá a venda de ingressos iniciada em novembro, e o evento está marcado para o dia 31 de dezembro.
Em entrevista a O Jornal, um dos organizadores do Bacana Eventos, Bruno Cicuto, explicou que está preparando a realização do Réveillon do Bacana para o final do ano.
De acordo com ele, alguns eventos que acontecem no Brasil já estão sendo liberados, sendo que muitas festas de Réveillon nos litorais já começaram a ser divulgadas e, em Santa Fé, com o potencial turístico que tem, ele acredita que também poderá ser possível realizar o evento.
Bruno enfatizou que o evento só será realizado se as autoridades estaduais e municipais autorizarem. “Caso não tenha o evento, o dinheiro do ingresso será devolvido para as pessoas. Além disso, a pessoa terá a opção de ficar com o ingresso para o mesmo evento no ano seguinte”, salientou.
Ele destacou ainda que “nós vamos nos preparar, fazendo os projetos e retirando os alvarás para que o evento possa acontecer. Se as autoridades liberarem ou caso tiver algum decreto que libere a realização de eventos mesmo com limitações, nós iremos fazer o evento, seguindo todas as regras determinadas pelas autoridades”, explicou.
O organizador disse que “a novidade deste ano para o evento é o local, com um novo conceito, nas Águas Claras, de frente para o restaurante Marina Sabores”, salientou.
Bruno falou que caso haja o evento, ele será open bar premium, igual dos últimos anos, com energético, whisky 12 anos, vodka premium, cerveja império premium, dentre outras bebidas, além de ter cerca de cinco food trucks. “O evento terá a duração de nove horas”, disse.
Quanto às pessoas que estão com medo de ir por causa da Covid-19, ele enfatizou que o evento seguirá todos os protocolos de higiene. “O evento já acontece no município há 10 anos, é algo tradicional, mas este ano, para que ele aconteça, seguiremos todos os protocolos de higiene, pois também estamos preocupados com a pandemia da Covid-19”, pontuou.
O organizador disse ainda que “por estarmos quase um ano sem trabalhar, pois fazemos vários eventos por todo o Brasil, nós faremos a nossa parte para tentarmos realizar esta festa e, caso até dezembro as autoridades liberem para fazermos o evento, nós estaremos prontos”, explicou.
Bruno ressaltou que quer fazer a festa dentro da lei e dando toda a segurança para o público presente, sem prejudicar ninguém. “Nós estamos preparados para realizar o Réveillon do Bacana”, finalizou.

Última Edição