Secretário de Agricultura e a veterinária falam sobre os trabalhos do CCZ no Canil Municipal

Publicado em 28/09/2019 00:09

Por Bárbara Scholl

Após um mês que a Prefeitura de Santa Fé do Sul assumiu a gestão do Canil Municipal, já há datas para começar as primeiras castrações dos animais do município.
Em entrevista à reportagem, o secretário de Agricultura, José Emídio Calazans, esclareceu que até o momento não houve qualquer castração de animais, pois tudo faz parte de um planejamento. “Nos dias 14 e 21 o castramóvel ficou na ESF “Maria de Louredes B. Faria, localizado na rua 18, e serviu de escritório para o cadastramento das pessoas que têm animais que precisam ser castrados. Neste cadastramento foram coletadas todas as informações dos animais que vão participar do mutirão de castração”, explicou.
O secretário enfatizou que nos dias 30 de novembro e 1° de dezembro ocorrerão o 1° Mutirão da Castração, através de uma parceria com o curso de Medicina Veterinária, da Faculdade Universidade Brasil de Fernandópolis, e que atualmente já tem 108 animais para serem castrados, entre cachorros e gatos, machos e fêmeas. “Nesses dois dias uma grande equipe preparada de alunos e professores realizará as castrações dos animais do nosso município. Daqui a alguns dias a equipe de anestesia geral e de cirurgia geral da faculdade estará aqui em Santa Fé para conhecer o canil e o local onde haverá o mutirão de castração”, salientou.
De acordo com ele, a Prefeitura também realizou uma parceria com a Clínica Veterinária Cia dos Bichos e com a Secretaria de Educação para realizar o mutirão de castração.
José Emídio enfatizou que realizará a castração de acordo com a demanda e que, além do mutirão, haverá também a castração de animais, em parceria com as clínicas veterinárias do município. “Realizaremos esse mutirão de castração a cada dois meses, permanentemente, e o programa já está firmado o convênio com a Faculdade Universidade Brasil”, firmou.
José Emídio ressaltou que no mês de outubro será realizado um grande evento na Praça Salles Filho, voltado para as pessoas que têm animais, onde haverá orientações e divulgações das ações que o Centro de Controle de Zoonozes (CCZ) realiza no canil.
Já a veterinária do CCZ, Maria Cristina Perini, destacou que tudo isso que está sendo realizado para o mutirão, está registrado na legislação e já está aprovado pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária. “Todas as partes legais estão sendo feitas, para que possamos realizar o mutirão da castração nos moldes certos, para que seja um sucesso e atenda a todos”, salientou.
Trabalho do CCZ no Canil Municipal
A veterinária explicou que atualmente há 10 cachorros e 12 gatos no Canil Municipal, e que eles estão recebendo toda a assistência da equipe do CCZ. “Todos os animais estão sendo bem tratados e recebendo ração balanceada”, destacou.
Ela explicou que a equipe do CCZ sempre está pelas ruas da cidade, e que quando vê animais que estão feridos ou que não possuem tutor, eles os levam para o canil, e lá passam por uma avaliação clínica médica e recebem os tratamentos que são necessários.
Cristiane destacou que neste um mês que está administrando o canil, as pessoas estão comparecendo no local para adotar os animais. “Em todos os quesitos seguimos a legislação e as diretrizes do Ministério da Saúde. Não estamos fazendo nada fora da lei. Além disso, temos os nossos critérios de conduta para administrar o canil”, enfatizou.
Ela falou ainda que nos finais de semana vai até o canil para dar comida aos animais. “Caso alguma pessoa tenha alguma dúvida a respeito do nosso trabalho ou se alguém vir algum animal precisando de nossa assistência, pode ligar pelo telefone 3641-1854, pois estaremos à disposição”, salientou.
A veterinária enfatizou que os animais que estão no canil serão postos para adoção no evento que acontecerá no mês que vêm.
“Os profissionais e os estagiários que estão cuidando do canil estão realizando o seu trabalho com muita dedicação e atenção com os animais”, finalizou.

Última Edição