Tráfego intenso de veículos preocupa moradores da Rua Perimetral Leste

Publicado em 5/07/2018 00:07

Trecho da Rua Perimetral Leste, entre as ruas 15 a 29, é muito movimentado e vários acidentes já foram registrados

Por Daniela Trombeta Dias

O fluxo intenso da Rua Perimetral Leste, trecho compreendido entre as ruas 15 a 29, tem preocupado moradores e transeuntes. Isso porque naquele local a cada dia aumenta o movimento de carros, motos, caminhões, maquinários, ciclistas, e, consequentemente, o registro de acidentes.
O trecho que causa preocupação fica entre os bairros Jardim Morumbi, Bela Vista e área central, sendo utilizado também como via de acesso a duas escolas municipais, assim como ao Distrito Industrial I, e é por isso que o fluxo de veículos e pessoas é grande, o que causa a preocupação por parte dos moradores.
“O movimento é muito intenso em qualquer período do dia, ou seja, desde cedo até à noite. Pessoas transitam a pé, de carro, moto e bicicleta para levarem os filhos à escola, para irem ao trabalho e, no meio disso tudo, temos ainda maquinários e caminhões que vão para o distrito, ou seja, é muito perigoso, pois não são alguns veículos, são muitos”, contou Flávia Zangalli.
“É normal que as ruas sejam movimentadas, mas nesse trecho o movimento é extremamente intenso, parece mais uma rodovia do que uma rua de bairro. O que mais preocupa é que muitas crianças e adolescentes transitam sozinhos pelo local, atravessando a rua. Já foram registrados acidentes entre carros, motos, atropelamentos, sendo alguns muito graves e até causando mortes. O que nós moradores queremos é que estudem uma maneira de diminuir o tráfego”, disse Edna Correa.
Uma das formas pensadas pelos moradores seria que o trecho citado como sendo o de maior movimento seja transformado em mão única. “É grande o número de crianças que todas as horas do dia transitam pela via, saindo ou indo para a escola. Outro fator que devemos levar em consideração é que há muitos motoristas imprudentes e, assim, fica mais perigoso ainda. Também acho que é preciso melhorar as sinalizações nos trechos, fazer um trabalho de conscientização e, principalmente, tentar transformar, se for possível, parte dessa via em mão única, visando diminuir o tráfego e deixando-o menos perigoso. Também é necessário que instalem mais um quebra-molas em frente à escola, visando inibir motoristas que transitam em alta velocidade, o que é corriqueiro por aqui”, afirmou a moradora Sandra Fernandes.
Outra moradora relata que até um abaixo assinado foi feito. “Organizaram uma abaixo assinado para que fossem entregue ao prefeito, porém, não sabemos se foi ou não entregue. Mas sei que muitos dos que moram no bairro assinaram porque a situação é preocupante, já que além do movimento intenso de veículos, muitos transitam em alta velocidade; eu mesma já presenciei vários acidentes, incluindo até crianças. É preciso que o departamento de trânsito estude uma solução, pois em breve num bairro vizinho será inaugurada uma nova creche e o movimento só irá aumentar e o trânsito nessa via se tornará caótico”, ressaltou a moradora Aparecida Dias.

Última Edição