Três Fronteiras tem excelente desempenho no Ideb, obtendo a nota 7,1

Publicado em 13/09/2018 00:09

Por Bárbara Scholl

A Rede Municipal de Ensino de Três Fronteiras foi um dos destaques no Ideb – Índice de Desenvolvimento da Educação Básica – de 2017. O resultado foi divulgado na terça-feira da semana passada, dia 4, pelo Inep – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira –, autarquia federal vinculada ao MEC – Ministério da Educação –. Três Fronteiras alcançou a nota 7,1. Em 2015 o município obteve nota 6,4 no Ideb.
Em entrevista a O Jornal, o diretor municipal de Educação de Três Fronteiras, Ciro Cesar de Oliveira, relatou que considera o bom desenvolvimento na educação para obter esta nota, quase toda pelo desempenho dos professores do município. “O resultado do Ideb eu devo aos professores que vêm levando o trabalho bem a sério, pois, mesmo com os vários problemas que temos enfrentado, principalmente em relação a uma diversidade de alunos vindos de outras regiões por causa da usina de cana-de-açúcar, e que às vezes trazem um nível educacional um pouco baixo, o bom desempenho dos professores tem valido a pena”, explicou.
De acordo com ele, a nota do Ideb surpreendeu a todos. “Nossa expectativa era de 6,5, então foi muito além do que nós estávamos esperando. Acho que agora cabe ao departamento de Educação e ao Executivo oferecer algo para os professores, para que eles possam manter essa média alta, pois essa expectativa irá crescer para o ano que vem”, ressaltou.
Ciro afirmou que vem lutando juntamente com o prefeito Bim Belão para que se melhore o material escolar, pois as apostilas que vêm do governo para as escolas chegam atrasadas ou em números insuficientes. “Quando não chegam o número exato de apostilas aos alunos, nós temos que ficar procurando em outros municípios para distribuir para nossos alunos”, comentou.
Ele relatou ainda que vem estudando com o prefeito outro material apostilado para aplicar aos alunos. “Estamos estudando um material bom e apostilado para que os professores apliquem, tendo um ensino com diretriz, o que ajudará inda mais em seus trabalhos em sala de aula”, explicou.
Em 2019, sairá novamente o índice do Ideb, que será liberado em 2020, e Ciro comentou que não estão focados em nota e sim em um bom trabalho de aprendizagem para ser desenvolvido com os alunos. “A questão do sucesso é que nós não ficamos focados em índice que temos que atingir, e sim fazer um trabalho mais humano e trazendo de volta os pais para mais próximo da escola, e mostrarmos a eles que não somos inimigos, e enfrentarmos juntos os problemas”, afirmou.
O diretor comentou que está semana está sendo implantada nas escolas um trabalho cultural e pedagógico, fazendo com que seja desenvolvida a oficina de histórias, envolvendo professores juntamente com os alunos, para que os professores aprendam a desempenhar melhor o trabalho usando o lúdico, uma melhor expressão corporal, entonação da voz e também um trabalho para restaurar a autoestima e a diversão na escola. “Esse projeto foi criado por mim, e apresentei ao prefeito, que gostou, e que não mediu esforços para colocá-lo em prática”.
Ciro ressaltou o trabalho que é desenvolvido em conjunto no Departamento de Educação. “Eu sempre consulto diretores, professores, funcionários, motoristas que levam os alunos, para desenvolver bons projetos, pois não fazemos algo de bom sozinho. Sempre há uma pessoa com uma larga experiência que pode compartilhar conosco e agregar ainda mais o que estamos querendo fazer em favor da educação”, finalizou.

Última Edição