Unifunec inova com novos métodos de aulas durante a pandemia do coronavírus

Publicado em 16/05/2020 00:05

Por Bárbara Scholl

Devido à pandemia do novo coronavírus, as aulas presenciais do Unifunec (Centro Universitário) da Estância Turística de Santa Fé do Sul foram canceladas.
Para os professores darem continuidade às aulas para os alunos neste período, eles estão utilizando o Google Meet, que é uma plataforma digital para vídeo conferências, que fica disponível na central do aluno. Já para os alunos fazerem as atividades pedagógicas do ensino remoto, eles utilizam a plataforma Moodle.
Em entrevista à reportagem, o reitor do Unifunec, professor doutor Guilherme Hiroshi Yamanari, explicou que a ideia de aderir a essa plataforma para as aulas faz parte de um dos planejamentos estratégicos elaborados em reunião de congregação no dia 14 de março de 2020, em que fora decido que as atividades presenciais seriam temporariamente suspensas, sendo adotado o ensino remoto emergencial.
As aulas vêm acontecendo nos respectivos horários de aulas de cada disciplina, com materiais disponibilizados na central do aluno, bem como a utilização dos aplicativos Moodle e Google Meet, sendo todos os trabalhos acompanhados pelo coordenador de cada curso.
Quanto às aulas práticas, o reitor afirmou que elas serão realizadas de acordo com diretrizes do Ministério da Educação e do Conselho Estadual de Educação do Estado de São Paulo.
O reitor destacou que todos os professores têm o perfil e características de cursos presenciais. “Todos os docentes, sem exceção, destacaram-se pela resiliência, superação e iniciativas, além da troca de experiência em transmitir de forma eficiente todo o conhecimento necessário aos acadêmicos em um período de dificuldades e transformações que pela qual passam a área da educação no mundo”, disse ele.
O professor doutor ressaltou que até o momento não é possível prever uma data exata do término das atividades por meio das plataformas, mas que o anseio de todos é de retornarem às atividades normais o quanto antes. “Durante as reuniões, elaboramos diferentes planejamentos estratégicos a serem executados conforme desdobramentos da pandemia”, finalizou o professor doutor Guilherme Hiroshi Yamanari.
De acordo com a professora mestre, Janaina Monteiro Marques de Aquino, que ministra aulas na disciplina de Anatomia nos cursos de Medicina, Fisioterapia, Educação Física e Enfermagem, o ensino remoto emergencial tem mostrado a todos que não há limites para o ensino. “Estamos utilizando ferramentas novas, onde a interação com os alunos é impressionante. O retorno tem sido muito positivo. Um novo mundo de possibilidades, que enriquece o que já tínhamos. Certamente, nada será como antes, a até porque a tendência é avançarmos ainda mais”, enfatizou.

Última Edição