Ano novo letivo- novos desafios

Publicado em 8/02/2020 00:02

Primeiro dia de aula. A professora, recém-chegada na escola, estava ansiosa para conhecer seus alunos.
Havia participado da semana de planejamento, no qual conheceu a equipe escolar e sentiu os novos colegas animados e acolhedores, mas ficou preocupada com algumas indefinições sobre o novo currículo a ser implementado, o horário das aulas e se haveria ou não materiais impressos para alunos em tempo hábil.
Também estava preocupada com os relatos sobre alguns alunos resistentes, indisciplinados e com dificuldades nas aprendizagens. Sem falar nos formulários a serem preenchidos, elaboração de projetos e planos de aula. Nos anos anteriores não existiam tantas exigências.
Ao toque do sinal, fez uma rápida oração e se dirigiu, apreensiva, para a sala de aula. Os alunos a olhavam curiosamente. Alguns, loucos para estrear os materiais novos, outros, mais interessados em compartilhar as novidades com os colegas.
Para as apresentações iniciais, a professora havia preparado uma dinâmica. Demorou um pouco para conseguir acalmar a turma, mas essa atividade a possibilitou o começo da relação.
Enquanto a atividade acontecia, foi possível fazer a identificação prévia de algumas lideranças, dos resistentes e dos mais “agitadinhos”. A professora tentou identificar aqueles mais trabalhosos, tantas vezes citados na reunião de planejamento, mas logo se conteve porque, acreditando que as relações entre as pessoas são diferentes, quis conhecê-los sem rótulos, começar seus próprios vínculos do zero. Observou a dificuldade de alguns alunos em expressar-se e pensou como poderia criar estratégias para ajudá-los na comunicação. Sentiu-se desafiada com um aluno que o tempo todo tentou atrapalhar o curso da atividade e com aqueles que o apoiaram.
Enquanto coordenava a reorganização da sala para encerramento da aula, pensou: “Até que foi melhor do que eu imaginei”. Olhou atentamente cada carinha e imaginou as histórias, os jeitos, relacionou com os sonhos relatados na dinâmica e como poderia ajudá-los a aprender e a evoluir, diante dos desafios, quais estratégias utilizar e, por fim, agradeceu pela oportunidade de uma nova aprendizagem, com uma nova turma, em uma nova comunidade.
A professora concluiu que todo ano enfrenta novos desafios e que nenhuma ação educativa deve acontecer sem uma intenção, tampouco sem a reflexão para planejar e repensar as ações.
Se esses são seus alunos neste ano letivo, pode acreditar que isso não ocorreu por acaso. Os acolha de braços abertos. Se você já identificou seus novos desafios é porque precisa passar por eles. Faz parte do seu próprio aprendizado.
Feliz ano novo letivo!

Última Edição