Novos componentes curriculares na rede estadual de ensino

Publicado em 26/02/2020 00:02

Atendendo às novas exigências, a Secretaria de Educação do Estado de São Paulo inovou o seu currículo incluindo em todas as escolas que oferecem os anos finais do Ensino Fundamental e o Ensino Médio diurno novas disciplinas: Projeto de vida, Eletivas e Tecnologia.
A grande inovação da BNCC (Base Nacional Comum Curricular) é a introdução no currículo de competências socioemocionais para contemplar o desenvolvimento integral e interdimensional na formação dos alunos.
Partindo do princípio que a escola serve para desenvolver plenamente o indivíduo, prepará-lo para o exercício da cidadania e para o mundo do trabalho, surgiu a necessidade de se incluir nas aulas o desenvolvimento de respeito, tolerância, perseverança, protagonismo, espírito crítico, resiliência, entre outras questões relacionadas a sentimentos e valores que antes, eram quase exclusivamente
responsabilidade das famílias.
Nas aulas de Projeto de Vida os alunos identificam, expressam seus potenciais e organizam metas para a sua vida, exercitando responsabilidade individual, social e em relação à escola.
Nas aulas de Eletivas, os alunos escolhem o projeto que querem desenvolver de acordo com seu projeto de vida.
Nas aulas de Tecnologia os alunos aprendem a lidar com as inovações e as tantas e rápidas informações que circulam através de redes sociais e do mundo virtual.
Se por um lado a educação sofre influências do meio em que está inserida, por outro ela também traz transformações necessárias para um mundo melhor, na medida em que forma pessoas capazes de atuar com competência na sociedade.
A escola é, sem dúvida, o melhor espaço para desenvolver conhecimento e aptidões emocionais porque nesse espaço as ações têm intencionalidade pedagógica, ou seja, o ensinar e o aprender.
É preciso valorizar a educação e esperançar (como define Paulo Freire: lutar e ter esperança) para que tenhamos um futuro melhor através de pessoas que atuem de forma positiva na sociedade.

Última Edição