FALO DE POLÍTICA SIMPLESMENTE POR SER CIDADÃO

Publicado em 21/03/2020 00:03

Muitas pessoas me perguntam se sou crítico da política local por ter pretensão de me candidatar a algum cargo eletivo e a resposta é: NÃO.
Falo de política por ter dispositivo legal que me garante previsto em nossa Constituição, como a liberdade de expressão de pensamento, e por viver em uma sociedade onde estou diariamente integrado.
Lembro-me que, durante meu ensino médio, a professora Durvalina, de Filosofia, explicava sobre o Congresso Nacional, sua importância, e que se nós não gostávamos de política, existe quem gosta e decide por nós. Tal frase me fez entender a importância de estar acompanhando a aplicação das políticas públicas e o cumprimento do que se deve fazer cada um dos poderes da administração pública.
Do mais novo ao mais velho, as políticas atingem a todos que são cidadãos em todas as esferas, municipal, estadual ou federal, jus ao cumprimento do dispositivo constitucional que nos garante a igualdade.
Diariamente ficamos mais assustados com a iminência do pico de infectados pelo Covid-19, “corona vírus”, entretanto, a população brasileira custa em confiar no que diz a ciência e a seguir suas recomendações, assim, colaborando para a proliferação do vírus que colocou o Brasil em Estado de Calamidade Pública.
Mas, pera lá! Tais medidas adotadas e orientadas na mídia de iniciativa do poder publico ajuda a quem? Será mesmo que os trabalhadores domésticos, informais e, enfim, quem não tem a vida ganha conseguirá se manter? E a questão do isolamento domiciliar? Eu conto ou vocês contam??? Existem famílias que vivem num único cômodo! Não tem pra onde fugir.
A melhor ideia, por hora, é proteger a nós e a quem amamos (e também não amamos) não contribuindo com a proliferação do vírus. Além do mais, se ofereça ao seu vizinho (a) com idade avançada, ou os demais membros do grupo de risco, para ir cumprir qualquer serviço que o deixaria exposto, como, por exemplo, ir à farmácia, ao mercado, ao banco… Isso se chama empatia!

Última Edição