Maus tratos animais e a “Teoria do Link” utilizada pelo FBI

Publicado em 29/05/2021 00:05

Cotidianamente temos notícias na mídia sobre animais que são maltratados e que vivem em condições desumanas. Além disso, quase sempre nos deparamos com discursos de ódio contra animais, onde, em algumas vezes, chegam a explicar o passo-a-passo da tortura animal publicamente.
Na minha opinião, ensinar ou proceder à violência animal já demonstra alto nível de apatia. O ser humano pode não gostar de animais, mas maltratar é uma escolha que diz muito sobre a pessoa.
A chamada Teoria do Link é utilizada pela polícia federal americana e, na prática, entende que quem maltrata animal tem tendência a maltratar – ou já maltratou – pessoas. Tal ligação foi constatada pelas psiquiatras americanas Ascione e Arkow que identificam maior propensão à violência contra humanos naqueles que maltratam animais. Assim, a orientação da polícia federal americana é de que devemos denunciar quem maltrata animal, a fim de evitar violência contra o ser humano.
Maltratar animais no Brasil é crime, inclusive tendo o Presidente da República, em 2020, sancionando Projeto de Lei da Câmara Federal, aumentado a pena para quem maltratar cães ou gatos para reclusão de 2 a 5 anos, multa e proibição da guarda.
Quando identificar algum tipo de maltrato animal, denuncie! Lute contra a violência animal e também contra o discurso que incita o maltrato dos que, muitas vezes, são mais amigos do que seres humanos.

Última Edição