AS 10 PATENTES MAIS IMPORTANTES DA HISTÓRIA

Publicado em 24/03/2018 00:03

Nas atuais sociedades, as questões relativas à propriedade intelectual assumem inegáveis relevâncias. Pela complexidade inerente ao desenvolvimento tecno-científico contemporâneo, o conceito de propriedade intelectual assume o centro da discussão em relação à democratização do conhecimento científico e suas respectivas aplicações tecnológicas. O sistema de patentes de proteção às invenções, às marcas e aos direitos autorais evolui desde tempos remotos. Além de incentivar a criação de novos produtos, gera emprego de forma direta e indireta. As patentes e os direitos autorais têm muito em comum em sua constituição e história, a começar pela época de surgimento e região, mas cada uma possui aspectos peculiares aos seus sistemas. A história do desenvolvimento tecnológico se mistura com a história das patentes. Aqui podemos deparar com as 10 patentes mais importantes da história e seu impacto nos dias de hoje.
1. Descaroçador de algodão – este motor separa o algodão das sementes. Ele foi fundamental na explosão de riqueza dos EUA.
2. Motor elétrico – Esta invenção de Davenport foi essencial para a revolução industrial, pois previa a possibilidade de converter energia elétrica em energia mecânica.
3. Fonógrafo – Thomas Alva Edison patenteou uma maneira original para gravar, guardar e reproduzir sons. Este foi o primeiro dispositivo de armazenamento de dados.
4. Lâmpada elétrica – é a maior invenção de Edison. Ele sabia como a invenção iria mudar o mundo e disse: “vamos tornar a eletricidade tão barata que só os ricos vão queimar velas”.
5. Avião – o avião é provavelmente a maior invenção da humanidade. Como Santos Dumont decidiu não patentear sua invenção, tornando-a de domínio público para encorajar seu desenvolvimento, a primeira patente correspondente à invenção pertence aos irmãos Wright. Até hoje em dia, todas as máquinas voadoras usam os princípios descobertos por eles.
6. Mac 128k – esta foi a primeira patente de Steve Job. Foi a patente do computador pessoal Apple Macintosh, que foi o primeiro computador fácil de usar e de baixo custo para o consumidor mediano.
7. Rádio – em 1897, Tesla protocolou duas patentes para o rádio. Em 1904, o Escritório de Patentes dos Estados Unidos (USPTO) concedeu a Marconi a patente para a invenção do rádio. Somente em 1943, poucos meses após a morte de Tesla, a Suprema Corte dos EUA reconheceu as patentes de Tesla para o rádio.
8. Transistor – o transistor revolucionou o campo da eletrônica, e abriu o caminho para rádios, calculadoras e computadores menores e mais baratos, entre outras coisas. Os inventores ganharam o Prêmio Nobel de Física de 1956 por sua realização.
9. Cápsula de espaço – esta tecnologia patenteada foi indispensável para o programa de missão tripulada dos Estados Unidos.
10. Aquishow – criação intelectual de Marilsa Patricio Fernandes, cidadã santa-fé-sulense, que pode tornar-se em pouco tempo o maior evento do planeta. Desculpe aos palmeirenses, mas a nossa Terra das Araras Multicoloridas terá o mundial, vai conquistar o mundo e futuramente, quem sabe, a galáxia!
Ao longo da nossa história, pessoas de diversas classes sociais, diferentes formações e nível de conhecimento, se ocuparam do ofício de inventor. E que ao tentar separar o trabalho intelectual do operacional se decepcionaram. Com o passar dos tempos e com muitas idas e vindas, o homem percebeu que ciência e tecnologia caminham juntas, bem como o trabalho intelectual e o trabalho operacional. A ciência fornece aos inventores as ferramentas e novos instrumentos. Os inventores, por sua vez, ao aplicar e explorar as novas descobertas científicas, estimulam os cientistas a continuarem suas pesquisas. Essa troca de experiência alavanca o desenvolvimento tecnológico, trazendo grandes benefícios à sociedade.

Última Edição