Meu grande amigo Rafa

Publicado em 25/07/2020 00:07

O nosso herói de hoje, Rafael Senedezi, irmão de Caio, filho de Euclides (Bita) e Edilaine, partiu justamente no Dia do Amigo, e nos deixou um grande legado. Como é fácil fazer as pessoas felizes, apenas com um gesto, um sorriso, um carinho.
Estamos órfãos da amizade pura e sincera que você semeou em nossos corações. Somente um ser superior pode ser amigo de toda uma cidade. Agora, Deus terá um companheiro ideal para enviar, dos céus, a felicidade às pessoas.
E, para prestar um tributo para sua magnífica saga neste cotidiano moderno, peço licença ao meu velho amigo Agide Matos, o popular Bolinha da Volks, para transcrever o seu pensamento:
“Hoje, tudo está mais triste. Rafael se foi. Menino que ainda criança passou a frequentar o Tênis Clube junto com o pai, nosso grande amigo Bita. Tornou-se nosso mascote, amigo, irmão e filhos de todos, conquistando-nos com sua inocência, amizade e carinho que tinha por todos. Nós envelhecemos, e você cresceu, sempre tratando e sendo tratado por todos com muito carinho, amor e respeito. Tornou-se nosso parceiro, figura marcante e presente em todas as reuniões, festas e jogos que participamos. Em todos os jogos na região ou em municípios vizinhos, inclusive em outros estados, você sempre esteve presente. Onde chegava, conquistava a todos pela sua educação e carinho. Tinha e continuará tendo uma quantidade infinita de amigos. Adorava estar com a turma do futebol, mas tinha várias outras paixões: cavalgadas, festas de peão, quermesses e outras festas. Sempre presente em ações beneficentes, colocava-se à disposição para ajudar. Deus o levou, com certeza, precisava de você junto a ele, alguém com uma alma linda e pura, difícil de encontrar no mundo atual. Nós, sua família e seus amigos ficamos. Tomara que seja possível encontrá-lo um dia. Vai ser triste voltar ao Tênis e não encontrar você, que sempre me perguntava se a Elisa, e minhas filhas estavam bem. Você era e será sempre meu grande amigo RAFA”.

Última Edição