O vírus somos nós

Publicado em 12/09/2020 00:09

Em um mundo de desmatamento, aquecimento global e poluição, o homem foi injusto com as espécies.
Depois de vencer todas as espécies do planeta, o ser humano é encurralado por um “ser microscópico”.
Segundo o escritor cubano Leonardo Padura, o verdadeiro coronavírus do mundo é o homem, que agora teve de renunciar aos beijos e abraços.
Como disse Tiririca: – Estávamos melhor, quando achávamos que estávamos pior.
Sim, éramos felizes e não sabíamos, escreveu Ataulfo Alves, em Meus tempos de criança.
Estamos vivendo um momento inimaginável na história da nossa geração
No confinamento, o ser humano parece se ver superado pelo medo da morte.
O ser humano foi o vencedor na luta biológica, histórica e natural do planeta. E, no entanto, aparece um bichinho microscópico que é capaz de nos derrotar. Ele está somente cobrando uma parte do que fizemos contra ele. Por isso, nós, vírus-humanos, precisamos ter um pouquinho mais de modéstia.
Além disso, diante dessa emergência, entregamos, pelo bem comum, todas as nossas liberdades aos governos. É necessário, não há outra alternativa, mas é perigoso viver assim.
Um pouco de humildade nos faria bem neste momento. Nos ajudaria a fazer as pazes com a incerteza radical que é parte das nossas vidas para enfrentar o novo normal.
Afinal, o que é normal para um pode não ser para outro, e vice-versa.
Além disso, quem disse que o antigo normal era normal?

Última Edição