Pesquisas afirmam que enxaqueca pode estar associada a níveis de vitamina D

Publicado em 23/10/2021 00:10

Quando você está no meio de uma crise de enxaqueca, o sol forte pode ser insuportável. Mas esconder-se dos raios regularmente pode contribuir para o desenvolvimento do problema.
Segundo estudos, baixos níveis de vitamina D, que o corpo produz quando exposto à luz solar, têm sido associados a enxaquecas e outros tipos de dores de cabeça.
Vitamina D e seu corpo
Antigamente, acreditava-se que os baixos níveis de vitamina D causavam apenas raquitismo, um distúrbio que enfraquece os ossos. Agora, há evidências crescentes que sugerem que os níveis baixos afetam quase todos os sistemas do corpo, incluindo o cérebro.
Embora uma pesquisa específica para mostrar que um baixo nível de vitamina D causa a enxaqueca esteja em andamento, vários estudos recentes lançam alguma luz sobre a relação.
Um relatório apresentado em uma reunião da American Headache Society descobriu que 40% das pessoas com enxaqueca tinham baixos níveis de vitamina D. Aqueles com deficiências físicas também desenvolveram enxaqueca em uma idade mais jovem.
Outro estudo, publicado no Journal of Headache Pain, mostra que as enxaquecas são mais frequentes em latitudes mais altas. Esse fato, e o padrão da dor da enxaqueca dependendo da estação do ano, sugere que a doença ocorre em locais onde a exposição ao sol diminui e os níveis de vitamina D.
Vitamina D e o cérebro
Cientistas também descobriram que várias áreas do cérebro – incluindo o hipotálamo, que tem sido associado a alguns tipos de dores de cabeça – têm receptores para vitamina D
Se for demonstrado que a associação é de causa e efeito, os suplementos de vitamina D podem se tornar outra opção de tratamento para pessoas com enxaqueca.
Consulte o seu médico
Se você sofre de enxaquecas crônicas, converse com seu médico sobre os níveis de vitamina D. Ele pode recomendar um exame de sangue para determinar seus níveis de 25-hidroxivitamina D. Se você tiver menos de 20 ng / ml, você está deficiente. Os níveis de 20 a 30 ng / ml são ligeiramente baixos e 30 a 74 ng / ml é o intervalo normal.

Última Edição