Vida pós-pandemia: cuidados para manter a saúde em dia

Publicado em 30/10/2021 00:10

O que pensar num país como o Brasil que possui 62% da população com excesso de peso, 30% com hipertensão e mais de 40% insuficientemente ativos?
A pandemia da Covid-19 ainda não acabou, mas, com o avanço da vacinação no Brasil e no mundo, já mostra sinais de trégua. A vida pode, aos poucos, e com todos os cuidados, voltar à normalidade. O que aprendemos neste tempo?
Uma das coisas que aprendemos é que cuidar da saúde deve ser um hábito diário. Vimos que as comorbidades/doenças crônicas como obesidade, diabetes, hipertensão tiveram grande influência na maioria dos casos de agravamento da Covid-19 na população.
Para uma boa saúde é necessário que tenhamos um corpo em equilíbrio, com níveis adequados de vitaminas, minerais e hormônios. Portanto é importante ter um dia a dia saudável com muita qualidade de vida, que ainda contribui para melhorar a nossa imunidade.
É preciso consultar o médico para um check up pelo menos uma vez ao ano ou sempre que algum sintoma chamar a atenção ou incomodar por mais de uma semana.
Dicas
– Cuidar do corpo. É preciso dedicar tempo para cuidar do bom funcionamento do organismo e a prática de atividade física é essencial para manter o corpo em equilíbrio. A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda que adultos façam atividade física moderada de 150 a 300 minutos ou de 75 a 150 minutos de atividade física intensa por semana, quando não houver contraindicação. Ou seja, uma caminhada de 30 minutos por dia, cinco vezes por semana, já garante uma saúde melhor. Tomar sol pelo menos 15 minutos diariamente.
– Alimentação equilibrada. Invista em uma alimentação balanceada, dando preferência a alimentos mais naturais, evitando processados e alto consumo de açúcares e sal. A boa alimentação auxilia na prevenção e tratamento de doenças, no desempenho da atividade física, no controle do peso, no estado emocional e na redução de fatores de risco para doenças crônicas.
– Higiene sempre. O hábito de lavar as mãos, realizado de forma correta, pode reduzir o número de mortes relacionadas à diarreia em mais de 40% e os casos de doenças respiratórias agudas em 25%, de acordo com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). Além das mãos, é importante lavar bem os alimentos e manter o ambiente limpo, evitando possíveis doenças;
– Saúde mental. Sintomas como estresse, fadiga, falta de libido, aumento de peso, insônia, perda de memória são realidade para muitas pessoas, ainda mais agora com o isolamento social. Segundo a OMS, o estresse atinge 90% da população mundial e quase 70% dos brasileiros. Cuidar da mente é cuidar diretamente da saúde. E ter saúde mental não é sinônimo de uma vida sem desafios. Algumas ações, como praticar um esporte, ler um bom livro, ter tempo dedicado só para si são maneiras de encontrar o equilíbrio da mente. O equilíbrio emocional é essencial para a harmonia total do organismo.

Última Edição