Xandão

Publicado em 16/09/2017 00:09

Nascido em Nova Granada aos 25 de setembro de 1937, Alexandre Gazzotto é o nosso herói de hoje. Ele vai completar 80 anos de idade, uma marca que todos almejam alcançar, com muita saúde, alegria e disposição, a exemplo do próprio Xandão como também é conhecido. É filho do construtor Giocondo Giovani Gazzotto e da dona Paschoalina Zavarize, ambos naturais da região norte da Itália nas proximidades de Veneza. O casal imigrou para o Brasil em 1921 e foi morar em Olímpia. Passou pela cidade de Nova Granada e fixou residência em Santa Clara d’Oeste. Dos oito descendentes que teve, o primogênito Gemmy, Alexandre, Tecla e a caçula Judite estão vivos. Elisa, Clara, Tereza e Maria já faleceram.
O menino Alexandre estudou no Grupo Escolar de Nova Granada, de Votuporanga e terminou o curso primário no Grupo Escolar de Santa Fé do Sul. No Colégio Comercial Oeste Paulista, dos professores Mário Gobbi e José Clemente, o jovem Alexandre formou-se em técnico de contabilidade junto com Gamen Ale, Cidinha Cruz e Abigail Ribeiro de Aguiar e outros.
Desde pequeno o nosso herói trabalhava com o seu pai na construção civil e, como aprendiz, ficou fascinado pela profissão. Depois com o irmão Gemmy, também construtor, ajudou na construção do Cinema, da Casa da Criança, do Hotel Japurá, hoje Litani e da residência do médico Rodolfo Abdo. Alexandre também foi quem elaborou o Brasão de São Paulo e da República que fica na varanda do andar superior da Câmara Municipal. Em 1964 mudou-se para São José do Rio Preto onde montou a Indústria de Plásticos e Tubos de Irrigação. Em 1967 voltou para a terrinha e adquiriu de Francisco Espadacini a Gráfica Francini, denominando-a Franlex, que funcionou sob sua direção durante 36 anos.
Em 1969, precisamente no dia 19 de julho, Alexandre, ferido pela flecha do cupido, casou-se com a professora Maria Aparecida Zanini. O par romântico teve duas filhas: Patrícia e Luciana, ambas farmacêuticas que lhes deram o querido neto Enzo e as maravilhosas netas Maria Clara, Maria Luíza e Alice.
Alexandre foi presidente da Associação Comercial por duas administrações, fundador e presidente do Lions Club por duas vezes e presidente do Conselho Deliberativo do Santa Fé Tênis Clube por várias gestões. Foi fundador da ARGRAL, Associação dos Rancheiros dos Grandes Lagos e participa dos movimentos religiosos da Igreja Católica.
Sempre foi amante da seresta. Nos tempos de solteiro, acompanhava os seresteiros e como não cantava, não tocava, nem bebia, era o carregador oficial da bebida.
Em dois momentos históricos Xandão estava presente no Cacareco. Uma vez, com Nelson Gonçalves e Ditão Pintor e outra, com Paulo Vanzolini e o Pé-de-Macaco, denominação que o grande zoólogo e compositor paulista de Ronda atribuía ao nosso ícone da seresta.

Última Edição