BITOTA

Publicado em 19/10/2019 00:10

Nova Canãa Paulista é o município caçula da Comarca. Emancipado por trabalho legislativo do então deputado Edinho Araújo, hoje prefeito de São José do Rio Preto, e por força política do então prefeito Cidinho Carrasco, hoje advogado, e esse colunista que organizou a Comissão de Emancipação juntamente com o saudoso Nelson Donini.
Nova Canaã pertencia a Três Fronteiras e sempre se destacou no campo esportivo com a equipe de futebol, desde Totó e Icão, até recentemente com Túlio e o saudoso Caçarola.
Porém o personagem central sempre foi Bitota, massagista e torcedor fanático. Fazia de tudo.
Certa oportunidade o Cimar, irmão do Luizão, foi chamado para disputar uma partida para o Canaã e o mesmo aceitou. Só que na hora da escalação não ‘acharam vaga ao Cimar’. Coube a Bitota infirmar o craque Cimar, ‘Totê fita no banco…’ (Você fica no banco).
Ele, tal qual Cebolinha, personagem do Maurício de Souza, tinha – e tem – problemas na pronúncia. Só que Bitota usa a letra ‘T’.
Comigo foi só um pouco diferente, ‘Totê fita no banco, porque totê é bom advogado, mas tá fraco tá joga no Tanaã…’
Certa vez o neto de Bitota foi disputar um jogo em Araçatuba pela equipe de Canaã e ficou para a final. O neto ligou pedindo para o avô Bitota ir, mas em seguida ligaram ‘imitando o neto’ dizendo para ele levar o cobertor, porque em Araçatuba estaria frio. Bitota desceu na Rodoviária com um cobertor e todo mundo perguntando para quê esse cobertor e Bitota respondeu, ‘num tá frio aqui…’. O calor era escaldante, cerca de 35 graus.
No Estádio de Santa Fé do Sul a equipe do Canaã foi para a final contra o Tênis Clube. Bitota no dia do jogo, além de levar a caixa de massagem, o jogo de camisa, descascou mais de 50 laranjas para dar aos jogadores para hidratação, numa caixa de isopor.
Descendo as arquibancadas, não aceitou ajuda, e carregando toda aquela carga excessiva o desfecho era lógico. A caixa de isopor escapou às mãos e as laranjas rolaram escadas abaixo e Bitota gritava, ‘não pega é do jogado…’.
Naquele dia acho que a equipe do Canaã não se sagrou campeã porque faltou a fruta cítrica e a vitamina C que a molecada aproveitou.
Bitota, graças a Deus, vive alegremente no município e é uma pessoa bondosa, servidora e um esportista símbolo da região.

Última Edição