O EGOÍSTA ‘EVOLUÍDO’

Publicado em 7/04/2018 00:04

Para desrespeitar os outros é preciso que compreendamos que, antes de tudo, já nos desrespeitamos…Na verdade, nem mais nos amamos.
Quando agredimos alguém é porque, no íntimo, já nos agredimos também, e isto porque os problemas íntimos, por vezes, nos leva ao nervosismo e à irritação.
Há certas pessoas que são irritadas por qualquer coisinha…
O problema não está nos outros… Está nela mesma.
Tem filho que não tem paciência com os pais. Tem pais que não tem paciência com os filhos. Tem juiz que não tem paciência com o advogado. Tem advogado que não tem paciência com o juiz, e assim por diante.
A verdade é que o ‘ser egoísta’ não se dá bem em lugar nenhum. Nem em casa como pai ou filho, nem no Fórum como juiz ou advogado. É de difícil convivência. Aliás, não consegue nem mesmo conviver consigo mesmo. Por isso geralmente valoriza o ‘puxassaquismo’ e as fofocas para preencherem o seu vazio interior.
Consciente ou inconscientemente ele é causa de desequilíbrio e mal sabe que se deve estar em harmonia consigo mesmo para se transmitir a paz e também estar em harmonia com as outras pessoas e com o mundo. Quer como filhos, pais, esposos (as) ou profissionais. Projetar nos outros os nossos problemas é mascarar nossos defeitos. É querer escondê-los. É o primeiro passo em direção ao egoísmo.
O egoísta acredita que é o centro do mundo e do cosmos.
Como diria um amigo meu, ‘acha que é a última bolachinha do pacote’.
A arte de viver bem é procurar unir e pacificar os semelhantes e cultivar a gratidão. O egoísta semeia a discórdia, a ironia, o desprezo, as maledicências. A língua é a ‘espada’ do egocêntrico, na sua ‘guerra interior’.
Para os que agridem física (matam, brigam) ou moralmente (xingamentos) os outros é a prática da violência normalmente alicerçada no egoísmo.
O grau ‘evoluído’ dessa violência é quando ele parte para as agressões preconceituosas principalmente de raça e sexo. Racista e sexista.
Aí você pode dizer, ‘sou um egoísta evoluído’.
Atingiu o grau máximo da idiotice e da estupidez humana. Parabéns (!).

Última Edição