O MUNDO É UMA BOLA

Publicado em 23/06/2018 00:06

‘O dia em que a Terra parou’ é frase da música de Raul Seixas e nesses dias de ‘Copa do Mundo’ o Planeta Terra realmente parece parar.
Santa Fé do Sul quase parou quando participou do Programa do Sílvio Santos, denominado cidade contra cidade, onde o saudoso professor César Whitaker, dentre outros, bem representaram nossa urbe.
Parou – ou quase parou – quando da filmagem de ‘Estrada da Vida’ e os cantores Milionário e José Rico retrataram sua trajetória e escolheram Santa Fé do Sul como referência para as filmagens.
Nossa Estância, anos atrás, tinha somente a Rádio “Santa Fé” – AM, e essa emissora tinha uma programação espetacular, sensacional.
De manhã ou nós acordávamos ao som de José Bétio que era um programa de uma rádio da capital, com o som de água e o locutor a dizer ‘acorda’ ou ao som de José Gonçalves, com o seu ‘Amanhecer Alegre’.
No período vespertino Nestor Machado comandava o ‘Caixinha de Pedido’ e era o nosso Sílvio Santos. Mas o programa ‘Luar do Sertão’, uma radionovela que a semana inteira era esperada especialmente para ouvir as gargalhadas do ator Raimundo Silva, sempre fazendo papel de mau.
Aqui, agora, vou relembrar o ‘dia em que Três Fronteiras parou’.
Falo do programa ‘Hora da Peneira’, programa de palco organizado pela ‘Rádio Santa Fé’.
Correu em toda a cidade que o hoje pranteado Zé Valter (José Valter Chiareli), marido da Cirene, pai do Giuliano, Danilo e Alan, irmão do Murinha e do Castelo, iria cantar.
Parou tudo para ouvir o Zé Valter.
Curioso para ouvi-lo, eu e o Caxumbinha ficamos colados no aparelho para torcer, parecendo que o dia não chegava.
Zé Valter cantou a música ‘Aline’, em um tom suave, melodioso e, ao término, aplaudi como se estivesse ao vivo, torcendo.
O mundo, os países, as cidades nesses dias não param. Na verdade, se movimentam, embora os seus habitantes estejam imóveis, assim como fiquei diante do ‘rádio’, ouvindo José Valter, existindo, pois, uma sinergia a comandar os corações das pessoas a formarem uma corrente, um só pensamento, É quando o coletivo supera o individual.
Naquela época Santa Fé do Sul, para as crianças, parecia ter uma distância infinita de Três Fronteiras.
Ou crescemos ou o mundo encolheu?
Hoje o Planeta é uma bola, só não podemos chutá-lo.

Última Edição