O TRABALHO E O TRABALHADOR

Publicado em 4/05/2019 00:05

‘Porque o homem não vive unicamente do pão…
Aquele que por esforço do espírito ou do corpo aumenta o conjunto da riqueza utilizável acresce a cifra do saber humano ou dá à vida maior elevação e plenitude é, no sentido amplo da palavra, um produtor, um trabalhador, um obreiro e honradamente está ganhando honrados salários. Mas, aquele que, sem fazer nada para que o gênero humano seja mais rico, mais sábio, melhor, mais feliz, vivendo à custa da fadiga dos outros, esse, qualquer que seja o título de honra como que possa ser designado, por muito que os sacerdotes de Mammón agitem seus incensários ante ele, não é, em derradeira análise, nada mais que um mendigo ou um ladrão’.

HENRY GEORGE
Esta semana foi intercalada com a comemoração do ‘Dia do Trabalhador’. Sim! Não é mais ‘dia do trabalho’. A comemoração é em favor de quem exerce o ato humano.
No trabalho, outrossim, prevalece a obra que o trabalhador produz. O homem não trabalha por trabalhar, mas para produzir uma obra, na qual ele possa se objetivar e reconhecer.
O trabalho é um meio de viver, e nada mais.
Assim o trabalhador é maior que seu trabalho.
É preciso ter consciência que não há ato humano que não seja laborioso, mas o trabalhador, ao exercê-lo, deve fazê-lo com dedicação e presteza, além de boa e reta intenção, para ter significado na ordem das coisas.
Por fim, seus direitos devem ser preservados, principalmente os trabalhistas e os previdenciários, sob pena de exploração ou usurpação.
Viva o trabalho, mas, sobretudo saudemos cada trabalhador.
Parabéns, trabalhador brasileiro.

Última Edição