DE OLHO NA CÂMARA – Edição de 1/04/17.

Publicado em 1/04/2017 00:04

O clima esquentou na Câmara de Santa Fé do Sul na última terça-feira dia 28.
A quarta sessão ordinária teve showzinho de narcisismo por parte do vereador Rollemberg, que estava mais preocupado em aparecer para o público presente do que, de fato, resolver os problemas dos professores.
O parlamentar entregou um requerimento pedindo a equiparação dos pagamentos das horas/aula dos professores PEB I e PEB II.
O vereador Zé Emídio, pela liderança, pediu a palavra e comentou que não faz nem 100 dias que iniciou o mandato do prefeito Ademir Maschio, e pediu para o parlamentar Rollemberg ter mais responsabilidade no sentido de fazer requerimentos em cima de coisas lógicas, pois dias antes o parlamentar já havia sido informado que esse pedido de equiparação já estava no plano de governo do prefeito Ademir Maschi e que ele fará o objeto do requerimento gradativamente.
O vereador Rollemberg também apresentou um requerimento solicitando a redução da carga horária de 40 para 30 horas dos enfermeiros.
A maioria dos parlamentares é a favor da redução, porém essa já foi uma reivindicação do ex-vereador Sabão, apresentada no mandato passado.
Parece mesmo que Rollemberg está seguindo a cartilha de um deputado que gosta de ganhar mérito pelo trabalho dos outros e não tem humildade para reconhecer e valorizar a iniciativa dos idealizadores.
O parlamentar, por sua vez, não gostou de ser questionado por fazer média com a população, e disse que está ali para cobrar e que se chegar ao final do mandato do Ademir, tendo cumprido com os compromissos de campanha, se ajoelharia e bateria palmas. Após essa frase irônica, teve fim a discussão.
A oposição precisa apresentar mais política e menos politicagem. A situação, por sua vez, precisa fazer o papel de situação e deixar de ser omissa.

Última Edição

primeira

primeira