De Olho na Câmara – Edição de 2/12/17

Publicado em 2/12/2017 00:12

Por Kacoal Everaldo.

Na última terça-feira, dia 28, foi realizada a 18º Sessão Ordinária da Câmara de Santa Fé do Sul, e o destaque foi a aprovação em 1ª votação do projeto de Lei nº127/2017 que estima a receita e fixa a despesa do município para o exercício de 2018.
O projeto, estimado no valor de R$ 154.750.304,00, recebeu duas emendas por parte do Legislativo que também foram aprovadas por unanimidade em 1ª votação. A primeira, aumentando dotação orçamentária para o Gavas – Grupo Santafessulense de Apoio à Vida Animal –, no valor de R$38.000,00.
Vale ressaltar que a ONG recebia o repasse de R$ 112.000,00, e, agora, passará a receber R$ 150.000,00 por ano.
Com esse aumento, o Gavas poderá atender as necessidades dos animais sob sua tutela, até porque são de grande importância as doações e prestações de serviços para o bom funcionamento daquele grupo.
A segunda, aumentando dotação orçamentária para a Apae, no valor de R$20.000,00. A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Santa Fé do Sul tem por missão promover e articular ações de defesa de direitos e prevenção, orientações, prestações de serviços, apoio à família, direcionada a melhoria da qualidade de vida da pessoa com deficiência e à construção de uma sociedade justa e solidária.
O Projeto, bem como as emendas, retornarão agora na próxima sessão do dia 12, quando passarão pela 2ª votação.
Entretanto, o destaque negativo foi o Projetos de Lei nº138/2017, que “Institui o Dia Municipal do Karatê”.
Evidentemente que o referido projeto, que só visa reconhecer uma única modalidade, não deveria ser aprovado, até porque temos atletas que praticam diversas modalidades e merecem a mesma “homenagem”.

Última Edição