De Olho na Câmara – Edição de 22/04/17

Publicado em 22/04/2017 00:04

Os destaques positivos e negativos nestes 100 dias da Câmara Municipal de Santa Fé do Sul, no meio de tanta desconfiança e decepção no senário político, os vereadores de Santa Fé do Sul estão mostrando que ainda podemos ter confiança nos políticos.
Nos cem primeiros dias de vereança, o que não faltou foi dedicação e responsabilidade por parte da maioria dos parlamentares.
Foram realizadas quatro sessões ordinárias e três sessões extraordinárias, ressaltando que as extraordinárias não geram ônus para o município.
Neste período, foram aprovados 36 projetos do Executivo, 4 projetos de lei complementar, 2 projetos de lei do Legislativo, 1 projeto de resolução. Foram apresentados 29 requerimentos e 80 indicações.
Podemos destacar como positiva a batalha para garantir a permanência da empresa JBS e os 600 empregos, o acordo com o prefeito para transformar o 14º salário em ticket alimentação e o Programa de Recuperação Fiscal, o Refis, na Funec e Saae.
O ponto negativo ficou para os vereadores da oposição, que batem e falam grosso na frente do povo, mas, quando ninguém está vendo, falam baixo e fino, e um exemplo dessa falta de coerência foi o acordo para transformar o 14º salário em ticket alimentação, em reunião com o prefeito e demais vereadores, os parlamentares da oposição aprovaram sem questionar, e agora estão posando de salvadores da pátria e falando que não concordam com o ticket alimentação.
Precisamos de mais coerência e responsabilidade por parte da oposição, e que estes 100 dias de mandato sejam o limite para os erros e que os parlamentares trabalhem pensando na população.

Última Edição

primeira

primeira