De Olho na Câmara – Edição de 23/09/17

Publicado em 23/09/2017 00:09

Por Kacoal Everaldo

Alguém disse: “Nem tudo que é legal é moral”. Esta frase expressa muito bem o que está acontecendo em Santa Fé do Sul, pois na semana passada fomos surpreendidos por uma notícia que o ex-prefeito Armando Rossafa entrou com uma Ação de Cobrança contra o município, reivindicando férias vencidas e 13º salários que, somados, alcançam o valor de R$ 121.966,60. Ele se amparou em uma decisão do Supremo Tribunal Federal para receber um benefício que não tinha direito na época quando exercia o mandato no Executivo.
O prefeito Ademir Maschio está com dificuldade para manter a Santa Casa e até mesmo o salário em dia do próprio funcionário Armando Rossafa e demais funcionários.
Vejamos então alguns desses políticos que juram nos palanques eleitorais que suas candidaturas são por amor à Santa Fé do Sul. Será que eles estão buscando o cargo para representar o povo ou só um meio fácil de ganhar dinheiro?
Pelo o visto o dinheiro falou mais alto do que a moral, e parece que falta de comprometimento com a sociedade já está virando costume no meio político. Agora, os ex-vereadores estão buscando o mesmo benefício que o ex-prefeito Armando Rossafa.
No meio de tantas notícias negativas, com maus exemplos por parte dos nossos representantes, felizmente ainda temos bons exemplos na política, os ex-vereadores Alcir Zaina e Fabio Reis “Sabão” falaram que jamais entrariam com uma ação dessa contra o município.
Vale ressaltar que o velho cacique do PSDB de Santa Fé do Sul, senhor Armando Rossafa, foi o padrinho político do atual prefeito. Isso que pode ser chamado de fogo amigo dentro desse grupo político que, pelo o visto, só pensa no próprio bolso.

Última Edição