De Olho na Câmara – Edição de 4/11/17

Publicado em 4/11/2017 00:11

Na sexta-feira da semana passada, dia 27 de outubro, a Câmara Municipal de Santa Fé do Sul, em sessão extraordinária, aprovou por unanimidade os Projetos de Lei n° 112/2017 e n°113/2017.
Por se tratarem de peças orçamentárias, os referidos projetos precisavam passar por duas votações, os quais já haviam sido aprovados em primeira votação na sessão ordinária realizada no dia 24 do mesmo mês.
Esses projetos têm como finalidade regulamentar onde e como o Executivo vai investir toda a arrecadação prevista para o exercício de 2018 e durante o quadriênio de 2018 a 2021.
Basta saber se os vereadores irão fiscalizar e exigir que sejam cumpridas todas as determinações descritas na lei, até porque muitos vereadores estão parecendo funcionários da Prefeitura, pois vivem debaixo das ordens do Executivo, sem iniciativa para nada, reféns do medo de desagradar o prefeito.
Ultimamente os vereadores estão parecendo arroz de festa, vivem postando fotos nas redes sociais de inaugurações, parecendo papagaio pendurado no ombro de deputados.
Neste segundo semestre o que se viu foi um show da inutilidade do mandato. Nove parlamentares, e nenhum conseguiu resolver o problema da falta de ar condicionado nas escolas.
Se os filhos dos políticos fossem obrigados a estudar nas escolas públicas, muito provavelmente não faltaria merenda, os uniformes seriam entregues antes do início das aulas e teria ar-condicionado até no pátio.

Última Edição

primeira

primeira