De Olho na Câmara – Edição de 7/10/17

Publicado em 7/10/2017 00:10

Por Kacoal Everaldo.

Os santafessulenses que acompanham a política do município sabem que, muitas vezes, os vereadores são responsabilizados pela falta de fiscalização dos serviços prestados à população e por falha no atendimento dos setores ligados ao Executivo.
Porém, os parlamentares não são os únicos responsáveis por essa fiscalização. O Ministério Público e os cidadãos também têm sua parcela de responsabilidade.
A função do vereador, basicamente, é a de elaborar projetos de leis municipais, fiscalizar e cobrar ações do Executivo, mas parece que em Santa Fé do Sul os parlamentares estão começando a desempenhar outras funções que não são pertinentes ao cargo de vereador.
Segundo os vereadores, estão fazendo o papel de agente social e até de patrocinadores de festas.
É importante que os vereadores entendam que é necessário dizer não para esse exagero de ‘pidelância’ e, em contrapartida, a população deveria procurar os setores competentes para resolver seus problemas e deixar de pedir pelo famoso “dê um jeitinho aí” aos parlamentares.
Há muitos casos de pessoas que realmente precisam de uma ajuda dos nossos representantes, para cobrar e exigir os direitos que estão sendo negados a eles, mas o fato é que a maioria são pessoas que aproveitam do poder do voto para chantagear os vereadores, usando a famosa frase que todos os políticos preferem não ouvir: Quatro anos passa logo, e você vai pedir o meu voto.
Nesse jogo de irresponsabilidade, quem sai perdendo é a democracia, por pura falta de ética de muitos cidadãos.

Última Edição