Irei insistir! O que “diabos” é a vigorexia e porque ela está tão presente em nossas vidas e pouco se sabe?

Publicado em 11/12/2021 00:12

Marcel Martinelli de Almeida – nutricionista e engenheiro de alimentos.

Vigorexia é o nome dado para o transtorno dismórfico muscular, um problema psicológico que faz com que o indivíduo se enxergue fraco e sem músculos, e também quando é forte e musculoso.
A distorção da imagem que a pessoa tem faz com que ela fique diversas horas na academia ou praticando exercícios para chegar ao corpo que ela considera ideal. Este tipo de transtorno pode ser semelhante à anorexia, porque o portador conta com imagens distorcidas daquelas que se vê no espelho. Os sintomas da vigorexia no início são psicológicos. A pessoa não se sente confortável em seu próprio corpo e passa a não se reconhecer em frente ao espelho, buscando sempre os exercícios físicos como forma de encontrar o corpo ideal.
Conforme o tempo passa, se inicia o cansaço, insônia, dores musculares, queda no desempenho sexual, depressão e desinteresse por atividades que não estejam relacionadas à prática de exercícios físicos.
Sim! Vigorexia tem cura. Primeiramente, o indivíduo precisa reconhecer que está com um problema, em seguida buscar o tratamento multidisciplinar, com psicólogos, psiquiatras, nutricionistas, endocrinologistas e outros que achar necessário para recompor a saúde. É preciso entender que o portador não precisa abandonar por completo os exercícios físicos. Ele precisa ser orientado sobre a frequência correta para ser saudável e não prejudicar o trabalho do organismo.
Se o praticante faz uso de anabolizantes para tentar atingir seu objetivo, o risco é ainda maior e o uso deve ser interrompido na hora. Esse tipo de medicamento pode causar disfunção erétil, infertilidade e outras graves patologias. Em casos mais latentes é necessário fazer o uso de medicamentos, sob orientação médica, para controlar alguns sintomas da vigorexia.
Aqueles que dizem não ter tempo para uma alimentação saudável, cedo ou tarde terão que arrumar tempo para cuidar da saúde perdida. Vá ao nutricionista.

Última Edição