Tópicos da Semana – Edição de 21/04/18

Publicado em 21/04/2018 00:04

Por Mário Aurélio Sampaio e Silva.
Charge: Leandro Gusson (Tatto).

Que preço é esse?

Muito tem se reclamado do custo de vida, também não é pra menos. E um dos itens que mais tem afetado o bolso do consumidor é, sem sobra de dúvidas, a gasolina. De meados do ano passado até o início deste ano, o preço do combustível na bomba subiu 19,5%. Em janeiro de 2015, o litro da gasolina era vendido a um preço médio de R$ 3,032 no país; neste mês, o valor está em R$ 4,219, segundo a Agência Nacional de Petróleo.
Discrepância

Enquanto em Jales, cidade a apenas 40 quilômetros de Santa Fé, alguns postos de combustível cobram R$ 2,199 pelo litro do etanol; R$ 3,699 pelo de gasolina e R$ 3,279, o diesel, em Santa Fé a média cobrada pelo litro do etanol é de R$ 2,899; da gasolina, R$ 4,199 e do diesel R$ 3,399.
Dados

Segundo um morador de Santa Fé, nesta semana ele foi a São José do Rio Preto e abasteceu seu veículo, a álcool, a R$ 2,299 o litro. Na volta, parou em Jales, e em outro posto pagou mais barato ainda, R$ 2,199 pelo litro do etanol. Disse ele que em um autoposto entre Jales e Fernandópolis o preço lá praticado era de R$ 2,159. Muita diferença!!! O que os santafessulenses querem entender é o motivo pelo qual a disparidade de preços é tão grande. Muitos chegam à conclusão de que vale muito mais a pena ir a Jales para única e simplesmente abastecer seus veículos.
Estância Turística

Muito tem se reclamado sobre os preços praticados praticamente em todos o comércio de Santa Fé do Sul. Afirmam que roupas são mais caras que na cidade vizinha, que a alimentação também, dentre tantos outros itens. É hora de repensar esses lucros, talvez abusivos, para que não levemos a fama de uma cidade careira, até porque isso acaba inevitavelmente assustando os turistas.
Rebatizando

Em ofício encaminhado ao presidente da Câmara de Rio Preto, Jean Charles (MDB), o vereador Anderson Branco (PR) pediu para incluir o sobrenome do deputado Federal Jair Bolsonaro, pré-candidato a presidente pelo PSL, no seu nome. Trocando em miúdos, o vereador quer ser chamado no Legislativo de “Anderson Branco Bolsonaro”.
A mudança foi solicitada na quinta-feira da semana passada, 12, um dia após políticos do PT passarem a adotar “Lula” como sobrenome.
Ah, vá!!!

Sendo assim, o presidente da Câmara disse que vai solicitar uma análise da Diretoria Jurídica sobre a possibilidade de oficializar a mudança. Uma das principais dúvidas é sobre possíveis gastos que a alteração poderia provocar, até porque entre as mudanças previstas estão alterar o nome do parlamentar na porta do seu gabinete, em documentos, durante as votações em plenário e no site da Câmara.
Já pensou se a moda pega?

Imaginemos que esta moda venha para Santa Fé do Sul. As xerocópias mal acabadas de parlamentar colocariam “Borges” em seus nomes? Muitos comentam que se fossem o deputado Itamar Borges não gostariam que seu nome fosse incluído, até porque alguns parecem ter um passado político não muito confiável.
Americanizando

E pensar que tem vereador na cidade fazendo homenagem ao Dia do Índio, celebrado no dia 19 de abril, usando a imagem de um índio americano. Pura falta de conhecimento e cultura. Tomara que a nossa Praça do Folclore, onde “residem” o Saci-Pererê, o Boitatá, a Sereia, a Iara, a Mula Sem Cabeça e tantos outros não sejam, em algumas daquelas indicações camarárias bombásticas, transformados em Tio Patinhas, Michey Mouse, Minie, Pateta, Cinderela ou Flintstones.
De mal a pior

Uma pesquisa Datafolha divulgada na última terça-feira, 17, pelo site do jornal “Folha de S.Paulo” indica que o governo do presidente Michel Temer é reprovado por 70% dos entrevistados. O índice é o mesmo registrado no levantamento anterior, de janeiro, e corresponde à soma dos que classificam o governo como “ruim” ou “péssimo”. O Datafolha ouviu 4.194 pessoas em 227 municípios entre os últimos dias 11 e 13. O resultado da pesquisa, de acordo com o site, é o seguinte: ótimo ou bom, 6%; regular, 23%; ruim ou péssimo, 70%. Segundo informou o jornal, numa escala de 0 a 10, a nota média do governo foi 2,7, 41% dos entrevistados atribuíram nota 0 e 2% deram nota 10 para o governo.
Surtou…

A presidente do PT, Gleisi Hoffmann, gravou, nesta semana, um vídeo para a rede árabe de TV Al-Jazeera, onde faz um apelo para o ex-presidente Lula que está preso na Polícia Federal de Curitiba. No vídeo, que já está circulando pelas redes sociais, Gleisi diz que Lula é “um grande amigo do mundo árabe” e que em seu governo o comércio com a região “se multiplicou por cinco”. “Ao longo da história, o Brasil recebeu milhões de árabes e palestinos, mas Lula foi o único presidente que visitou o Oriente Médio”, destacou a parlamentar.
Socorro!!!

Gleisi também afirma que Lula teria sido condenado “por juízes parciais num processo ilegal”. “Não há nenhuma prova de culpa, apenas acusações falsas. A TV Globo, que domina a mídia no Brasil, fez uma campanha de mentiras contra Lula.”
E, por fim, a presidente do partido afirma que o governo golpista (do presidente Michel Temer) está retirando direitos dos trabalhadores e do povo brasileiro e liquidando com o patrimônio nacional”, que as reservas de petróleo estão sendo entregues a multinacionais e que “a política externa passou a ser ditada pelo Departamento de Estado norte-americano”.

Última Edição