Tópicos da Semana – Edição de sábado – 25/08/18.

Publicado em 25/08/2018 00:08

Por Mário Aurélio Sampaio e Silva.
Charge: Leandro Gusson (Tatto).

Câmara Itinerante em ação

Na terça-feira passada, a partir das 19:30 horas, aconteceu a 1ª Câmara Itinerante do ano de 2018, desta vez realizada na Escola Municipal Benedicto de Lima, no bairro São Francisco, com o objetivo de ouvir os moradores daquele bairro bem como os dos menores e circunvizinhos, como a Vila Maria, Vila Moreira, Vila Doralice, Jardim Ana Rosa I, Jardim Ana Rosa II, Vila Elias, Vila Serraria e Santa Genoveva. Vale ressaltar que a referida reunião foi um pedido dos próprios moradores desses bairros.
Mas para que serve?

Ao dar início à reunião, o presidente do Legislativo, vereador Marcelo Favaleça disse que o objetivo do projeto é o de aproximar a população dos vereadores. Falou ainda que, com as reuniões, a população pode ter um contato direto e assim falar aos vereadores sobre os principais problemas existentes. Na ocasião, todos os vereadores fizeram uso da palavra e foram unânimes em reafirmar que o objetivo principal da Câmara Itinerante é o de promover o contato direto do vereador com a população e, através de Requerimentos e Indicações, levar ao conhecimento do prefeito todas as questões pertinentes para que haja uma possível solução. Trata-se de um projeto arrojado, de autoria dos vereadores Marcelo Favaleça, Renato Ferraz, José Emídio Calazans, Leandro Magoga, Ronaldo Lima e Aniceto Facione.
Reivindicações

Naquela noite, os vereadores ouviram todos os anseios e desejos daqueles moradores, bem como suas reivindicações, como fazer algo no sentido de notificar os proprietários da residência localizada na Rua Bahia, nº 289, visto que a mesma encontra-se aparentemente abandonada, à mercê de desordeiros que praticam atos ilícitos; a construção de uma creche municipal; construção de uma ESF – Estratégia de Saúde da Família – no Bairro, pois afirmam que, para serem atendidos, têm que se dirigir até ESF 13 de Maio, o que, segundo eles, dependendo da localização de onde se encontram, o trajeto é de 1,5 a 2 km. Afirmaram que sentem que aquele bairro talvez esteja “esquecido”.Reivindicações II

Pedem eles também melhorias nos acabamentos dos canteiros centrais da Avenida Conselheiro Antonio Prado; reforma do prédio da Etec, que, de acordo com os moradores, há muitos anos foi anunciada verba para reforma e até hoje não foram iniciadas as obras; que seja reestabelecido o funcionamento do totem outdoor com relógio digital tipo hora/dia/temperatura, localizado na entrada/saída da cidade; a reforma do Centro de Convivência, uma das pautas mais discutidas, uma vez que alegaram ter conhecimento de uma verba já destinada para a referida obra; reforma e revitalização da Praça Baxiclides Basso, tais como o conserto dos itens decorativos da praça, instalação de Academia ao Ar Livre e playground para as crianças; a realização de estudos visando minimizar os problemas de inundação na Avenida Conselheiro Antônio Prado próximo ao Corpo de Bombeiros e a abertura do prolongamento da rua 11, visando interligá-la até a Rua Albino Proni, no Jardim Santa Genoveva, haja vista que em dias de chuva são constantes as inundações.
“Senta que tem mais”

Solicitam também o alambrado da Escola Municipal Benedicto de Lima; o conserto da cumeeira do pátio daquela escola que, segundo eles, está cedendo; e, dentro das possibilidades, disponibilizar um guarda para fazer vigia da escola; a reforma do canaletão do cruzamento da Rua 13 de Maio com a Rua Nossa Senhora Aparecida, bem como o canaletão da Rua Sete de Setembro com a Avenida Conselheiro Antonio Prado, no que tange diminuir a profundidade, pois o mesmo tem causado transtornos aos motoristas; a implantação de redutor de velocidade “quebra-molas” na Avenida Jose Eduardo Casquel Proni, próximo a Escola Municipal Benedicto de Lima e melhoria da sinalização nas proximidades daquela escola.
Elektro

Pleiteiam também que a Elektro remova a rede elétrica que está caída no campo da Fepasa; que a lâmpada localizada na Rua Nossa Senhora Aparecida, trecho compreendido entre a Rua XV de Novembro e Rua 13 de Maio, acesa a mais de um ano, seja apagada; e que haja a troca da lâmpada localizada na Rua Nossa Senhora Aparecida, ao lado da Igreja.
História

O projeto Câmara Itinerante iniciou-se no ano passado, ocasião em que aconteceram três encontros, que foram no Jardim Morumbi, no bairro Bartolo Rossafa e na Santa Cruz, entretanto, diferentemente do que a maioria dos vereadores espera, o número de pessoas que comparecem é sempre muito pequeno, entre três e doze pessoas, é importante que as pessoas participem mais efetivamente dessas reuniões nos bairros, haja vista serem oportunidades de todos darem suas sugestões, até porque lá os vereadores estão basicamente para ouvir seus anseios e reclamações.
O trabalho

Nas reuniões da Câmara Itinerante todos os funcionários da Casa de Leis, juntamente com os vereadores, vão até os moradores, ocasião em que ouvem todas as reclamações e sugestões. Tudo é anotado e parte de alguns relatos são até mesmo gravados para que todo o material seja devidamente documentado na Câmara Municipal. Posteriormente são transformados, como já mencionado, em requerimentos ou indicações que, segundo os vereadores o que se espera é que o Poder Executivo possa atender, se possível, de imediato, os referidos pedidos, pois os pedidos dos moradores para os vereadores são necessidades do local onde vivem, e os vereadores servem como “ponte” para eles chegarem até o prefeito, ou seja, o elo entre a população e o prefeito, pois, atendendo as reivindicações, não estará atendendo um pedido dos vereadores, mas, sim, da população.
Novas datas

Já estão estabelecidas as próximas reuniões da Câmara Itinerante do ano. No dia 3 de setembro, os vereadores ouvirão os moradores dos distritos I, II e III; no dia 18 do mesmo mês será a vez dos moradores dos bairros Beira Rio, Orestes Borges, 13 de Maio e Emídio Araújo; no dia 15 de outubro, para quem mora na Vila Mariana, Jardim Eldorado e Residencial Brasília e no dia 19 de novembro, o projeto ouvirá os moradores do Jardim Ana Lúcia, Vila Pacheco e Jardim Europa. Para início de dezembro, se for solicitado por algum bairro, haverá também a Câmara Itinerante, projeto inovador que, em sintonia com o prefeito, poderá sempre ser extremamente benéfico para todos os moradores de Santa Fé do Sul.

Última Edição