Tópicos da Semana – Edição de 26/05/18

Publicado em 26/05/2018 00:05

Por Mário Aurélio Sampaio e Silva.
Charge: Leandro Gusson (Tatto).

Chuta, Luizão

O ex-jogador Luizão, filho do prefeito de Rubineia, Aparecido Goulart, ao que tudo indica postulará, nas eleições próximas vindouras, uma vaga na Câmara dos Deputados, em Brasília, pelo partido PPR de Russomano. E pelo que consta terá apoio de grande parte dos deputados estaduais da região, desde Itamar Borges, Carlão Pignatari, Edinho Filho, Analice Fernandes, fechando uma dobradinha geral, já que tem bom trânsito em todos os setores da vida pública e em todos partidos, haja vista que como jogador profissional teve, e ainda tem, como característica, a colaboração espontânea, independentemente da cor partidária ou do grupo político.

Sensíveis, alguns…

Luizão sempre colabora praticamente com tudo, inclusive com a Ficcap, bem como os amigos que estejam em eventuais dificuldades. Desta forma, irá balançar na região a candidatura de Fausto Pinato, que, aliás, este ano se demonstrou muito solidário com seus conterrâneos. Homem de coração ‘bom’ mesmo, uma vez que por ocasião da Expo Fernandópolis, este ano custeou o transporte da população até a festa todos os dias, com ônibus levando trazendo a massa para que pudesse desfrutar das festividades.

Expo

Na sua 50ª edição, a Expo Fernandópolis, como aconteceu nos últimos anos, levou grandes nomes da música sertaneja, como na quinta-feira, dia 17, Marília Mendonça; na sexta, a dupla Henrique & Juliano, além de show de Edson & Hudson no Bartoshow; no sábado, a dupla Zezé di Camargo & Luciano; no domingo, Maiara e Maraísa, uma das principais duplas femininas do país; e na segunda, o grande nome foi Gusttavo Lima; e fechando a programação de shows, na terça-feira, dia 22, aniversário da cidade, apresentação da dupla João Bosco & Vinícius.

Pimba!!!

Como em ano político os candidatos têm por hábito ficarem mais sensíveis às causas sociais, como dizem alguns, “abraça o povo”, “conversa com o povo”, “beija a criancinha do povo”, “promete ao povo”, “toma café com o povo”, “almoça com o povo” e faz ‘mundos e fundos’ para agradar o povo. Pimba! Não deu outra, Pinato, emotivo pelo fato da festa acabar tão precocemente, imaginem, apenas seis dias de shows, foi um dos grandes incentivadores para que o evento continuasse até este final de semana.

A Ficcap que se cuide

O presidente da Asap – Associação de Apoio a Indústria, Comércio –, Vado Cardoso, que se cuide, pois pelo andar da carruagem haverá um caminhão de candidatos ao pleito de 2018 querendo ser primos-irmãos da maior festa de portões abertos do Noroeste Paulista, a Ficcap – Feira Industrial, Comercial, Cultural e Agropecuária – de Santa Fé do Sul, que será realizada este ano entre os dias 20 a 24 de junho. O fato de a festa, este ano, acontecer quando o município completará 70 anos será um verdadeiro “prato cheio” para os políticos quererem a palavra. Cabe lembrar que o próprio presidente não pretende dar a palavra aos nobres deputados, principalmente durante o rodeio e nos intervalos que antecedem os shows.

Então, muita sola de sapato

Vale lembrar que nas eleições de 2014, em Santa Fé o candidato a deputado estadual e prata da casa, Itamar Borges (PMDB), recebeu 12.292 sufrágios, 75% dos votos válidos; Carlão Pignatari (PSDB), de Votuporanga, aqui conquistou 1.924 votos, ou 11,82 dos votos válidos; e Analice Fernandes, também do PSDB, apenas 233, com 1,43% dos válidos. Os candidatos a deputado Federal, Edinho Araújo (PMDB), Rodrigo Garcia (DEM), Fausto Pinato (PRP), Titirica (PR), Celso Russomanno (PRB) e Pastor Marcos Marco Feliciano (PSC) foram lembrados nas urnas da cidade, uns mais, outros nem tanto. Edinho obteve 7.891 votos, com 48,62% dos votos válidos no município; Rodrigo Garcia, 2.115 votos recebidos, com 12,97%; Pinato, com 1.009, 6,22%; Tiririca, 499, com 3,07% dos votos válidos; Russomanno, 324, com 2%; e Feliciano, 286, com 1,76% dos válidos.

Mixórdia

Os políticos que estão com os olhos de secar pimenteira em cima de possíveis eleitores, ao que parece, terão que trabalhar muito, usar de muita lábia, se é que isso ainda funciona, pois cada um na sua devida proporção de importância dentro da cidade, recebeu poucos votos nas últimas eleições.

Novas regras

As novas regras da campanha eleitoral deste dificultam a entrada de novos candidatos. A campanha, com tempo de TV reduzido e maior uso de redes sociais, está longe de proporcionar maior acesso para quem está fora da política. Até a internet será usada com maior facilidade por quem já detém mandato.

Zona de conforto, e põe conforto…

Acostumados às regalias da vida pública, deputados e senadores pretendem continuar na política e dificultar a entrada de novos nomes no Congresso Nacional. Cerca de 80% dos parlamentares eleitos pretendem continuar na carreira — 67 pessoas no Senado e 434 na Câmara. Alguns, ainda que fora do Parlamento, buscam novos cargos, como o de Presidente da República e governador. Seis meses após a aprovação da reforma política, cuja bandeira era justamente a renovação, poucos movimentos devem ser concluídos no pleito de 2018. As vagas que sobrarem serão preenchidas por quem já tem capital político e, até, pelos herdeiros de votos.

Ah, o poder…

Muitos, ainda que investigados na Lava-Jato, pretendem se manter em cargos eletivos e, pelas mudanças na reforma política, até a divisão do fundo de campanha beneficia os mais antigos. Ao que parece, foi tudo feito de maneira a beneficiar quem já está no poder.

Última Edição