A CAMINHO DA FASE VERMELHA, PREFEITOS DA REGIÃO DE JALES PROJETAM MEDIDAS PARA EVITAR COLAPSO

Publicado em 30/06/2020 11:06

Temendo o colapso da saúde pública em meio à pandemia do novo coronavírus, uma reunião convocada pelo médico infectologista Maurício Favaleça, de Santa Fé do Sul, contou a presença dos prefeitos e autoridades das cidades de toda região, que discutiram medidas emergenciais para frear o contágio e a disseminação do vírus na região noroeste paulista.


Composta pelos prefeitos Flávio Prandi Franco, de Jales; Ademir Maschio, de Santa Fé do Sul e André Pessuto, de Fernandópolis (representado pelo secretário de Saúde), a mesa principal da Câmara Municipal de Jales teve papel importante na reunião para encaminhar junto aos prefeitos da região, ideias e soluções com medidas restritivas em nível regional.


A maioria dos prefeitos concordaram com a necessidade do aumento da fiscalização referente a bares, festas e eventos em chácaras e residências, aglomerações em supermercados e novas orientações para o comércio.


Em certo momento, chegou até a ser discutida a possibilidade de um “mini-lockdown”, seguindo o exemplo de São José do Rio Preto, limitando o funcionamento do comércio e fechando tudo em três dias da semana.


Também foi discutida uma antecipação da possível fase vermelha que a região pode entrar nos próximos dias devido ao aumento de casos e o aumento das ocupações de leitos nas unidades hospitalares.
Ficou definido que os prefeitos da região deverão encaminhar para o prefeito Flá, documentos com sugestões até a próxima quarta-feira (1º) e que “coloquem no papel” o que concordam referente ao discutido na reunião.
Ainda nesta semana deve surgir uma decisão unificada, envolvendo todas as cidades interligadas da nossa região, ou seja, de Fernandópolis até Rubineia. Foconews.

Última Edição