DELEGADO DA POLÍCIA FEDERAL DECLARA QUE PREFEITURA DE JALES É UMA BAGUNÇA

Publicado em 6/08/2018 15:08

O Delegado da Polícia Federal de Jales, Dr Cristiano Pádua, esteve hoje, dia 6, no Atena Ligada, programa jornalístico da Rádio Antena, de Jales.
As declarações do Delgado são estarrecedoras. “Não é possível que 100 mil reais faltando no caixa da Prefeitura nunca foi percebido por ninguém”, diz o Delegado.
É impossível, por uma lógica, que qualquer quantia que seja ou foi pago pela diretora financeira da Prefeitura tenha passado por setores despercebidos.
Dr Cristiano disse que foi até a Prefeitura de Jales, e declarou que é uma verdadeira bagunça, que pessoas que tinham o dever de fiscalizar Érica, dizem respostas evasivas do tipo….era ela quem fazia isso eu não tinha conhecimento. O Delegado disse que este tipo de resposta complica e muito a vida de quem tinha o dever saber e fiscalizar e não o fez, além do mais, alguns cargos ganhavam exclusivamente para fiscalizar o dinheiro público.
Uma outra situação que deixa a vida desta Administração complicado foi o fato de ter demitido Érica como tesoureira e admitido no mesmo dia como diretora financeira, onde ela continuou tendo as mesmas funções e portanto continuou a desviar dinheiro.
A própria Érica declarou que fez isso por anos pela facilidade e falta de fiscalização.
O Delegado não descarta que antigos secretários e até o prefeitos possam ser indiciados por peculato culposo, negligência etc.
Por final, durante a entrevista do Dr Cristiano Pádua, o ponto “X” da questão é a quebra do sigilo bancário de Érica para saber quem mais foi diretamente beneficiado com a Farra do Tesouro, em Jales. Fonte: A Voz das Cidades.

Última Edição