ESTADO DE SP DEVE BATER HOJE RECORDE DE CALOR NO ANO

Publicado em 14/09/2021 11:09

Uma massa de ar frio vai entrar no Sul do Brasil nesta semana provocando queda de temperatura e chuva no Sudeste e partes do Centro-Oeste. No Sul, o resfriamento será acompanhado de chuvas fortes nos três estados da região e pode haver geada.
Apesar da chegada dessa massa de ar frio e das chuvas, o frio não deve durar muito tempo. Com a aproximação do fim do inverno, no dia 22 de setembro, a tendência é que mesmo diante de frentes frias, as quedas de temperatura não sejam bruscas e as ondas de frio sejam menos intensas e duradouras.


“A massa de ar frio não é extremamente intensa, mas irá causar queda de temperatura e levar chuva na região Sul, Centro-Oeste e Sudeste do Brasil”, explica César Soares, meteorologista da Climatempo.


Em Porto Alegre (RS) as temperaturas para terça-feira oscilam entre 22ºC e 16ºC, enquanto na quarta-feira a massa de ar frio fará os termômetros ficarem entre 18ºC e 10ºC.
Em São Paulo (SP), na terça a previsão é de 35ºC de máxima e 19ºC de mínima, sendo que na quarta-feira os índices devem ficar entre 26ºC e 15ºC.


RECORDE DE CALOR EM SP
Antes que o frio atinja o estado de São Paulo, a temperatura vai subir, podendo chegar a 35ºC nesta terça. Caso a marca seja confirmada, será a maior temperatura registrada no estado no ano.
Segundo Soares, esse aumento de temperatura que antecede a chegada de uma frente fria é chamado de pré-frontal e acontece porque a massa de ar frio muda o sentido dos ventos.
O usual é que eles soprem do litoral sentido ao interior, levando ar úmido. Nesse caso, acontecerá o contrário: o vento irá soprar do interior para o litoral, fazendo com que uma massa de ar quente chegue ao estado.
“Esse pré-frontal é popularmente conhecido como aquele bafão antes da chegada da chuva”, aponta Soares. Estado de São Paulo/G1.

Última Edição