LABORATÓRIO

Publicado em 25/07/2020 00:07

Achatando a curva da Covid-19: O que significa e como você pode ajudar?

Cruzeiros e voos cancelados. Faculdades e universidades enviando estudantes para casa para assistir aulas online. Fechamento de escolas públicas. Escritórios pedindo às pessoas que se comuniquem. Concertos, desfiles, festivais e eventos esportivos adiados.
Tudo isso é realmente necessário devido ao coronavírus? As autoridades de saúde pública estão exagerando na ameaça representada pelo vírus que causa a doença Covid-19?
É absolutamente necessário, porque funcionou no passado, diz o historiador médico Howard Markel, especialista da Universidade de Michigan, que estudou os efeitos de respostas semelhantes a epidemias passadas. “Um surto em qualquer lugar pode ir a qualquer lugar,” diz ele. E agora, “todos nós precisamos nos empenhar para tentar evitar casos em nossas comunidades”.
É o chamado “achatar a curva”, um termo que as autoridades de saúde pública usam o tempo todo, mas que muitas pessoas ouviram pela primeira vez nesta semana.
A curva de crescimento do novo coronavírus se assemelha a um sino. Quando a curva é alta e fina é ruim – significa que muitas pessoas ficam doentes de uma só vez, em curto espaço de tempo, porque não tomamos medidas suficientes para impedir que o vírus se espalhe de pessoa para pessoa. A maioria das pessoas não fica doente o suficiente para precisar de um hospital. Mas aqueles que o fazem podem sobrecarregar o número de leitos e equipes de atendimento que os hospitais de nosso país têm disponível. Afinal muitos prontos-socorros e hospitais já operam perto da capacidade em um bom dia, sem coronavírus. Adicionar um pico acentuado a esse tráfego com pacientes com Covid-19 pode significar que algumas pessoas não vão receber os cuidados de que precisam, com ou sem coronavírus. O achatamento é justamente a curva mais plana e mais baixa que é melhor – mas será necessário trabalhar em conjunto para que isso aconteça. O achatamento ajuda a todos. Se indivíduos e comunidades tomarem medidas para retardar a propagação do vírus, isso significa que o número de casos de Covid-19 se estenderá por um longo período de tempo. Mas, por outro lado, limita a capacidade do sistema de saúde de nosso país para ajudar todos os que estão muito doentes e, mais importante, ganha tempo para cientistas das universidades e do governo, e para a indústria, criarem novas terapias, medicamentos e potencialmente uma vacina.
Segundo Markel: “O coronavírus é uma doença transmitida socialmente e todos temos um contrato social para detê-la. O que nos une é um micróbio – mas também tem o poder de nos separar. Somos uma comunidade muito pequena, reconheçamos ou não, e isso prova isso. A hora de agir como uma comunidade é agora”.

Última Edição